RONDONOTICIAS domingo, 18 de agosto de 2019 - Criado em 11/10/2001

Dos 40 médicos convocados, nenhum se apresentou até agora

Convocação foi feita no último dia 31 de janeiro, e profissionais têm 30 dias para se apresentar


Pâmela Pimenta / Rondonoticias

11/02/2019 14:33:53 - Atualizado

Foto - Pâmela Pimenta/ Rondonoticias

PORTO VELHO RO - Constante alvo das reclamações da população, a saúde pública em Porto Velho vem apresentando algumas transições nas equipes dos profissionais que atendem o setor. Segundo a Secretaria Municipal de Administração (Semad) no dia 30 de novembro de 2018, foi realizada uma convocação de 14 aprovados no último concurso público de 2015, no entanto apenas oito médicos compareceram e já foram lotados nas unidades de Pronto Atendimento.

Por conta disso, para suprir a demanda, a Prefeitura de Porto Velho, convocou dia 31 de janeiro deste ano, mais 40 profissionais (34 clínicos gerais e seis pediatras) médicos para preencherem o quadro da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) na atenção básica e de urgência e emergência.

No entanto, informou que dos 40 médicos convocados recentemente, nenhum se apresentou, mas salientou que eles ainda estão dentro do prazo de 30 dias corridos e que podem solicitar prorrogação.

A secretária Eliana Pasini titular da Semusa disse que “os convocados devem procurar a divisão de Atendimento ao Servidor na Semad, na Rua Duque de Caxias, n.° 186, no bairro Arigolândia, no horário das 8h às 14h.

Na entrevista ao Rondonoticias, a secretária informou também que, atualmente, cerca de 357 médicos atendem na Rede de Saúde Municipal e as especialidades mais procuradas incluem neurologista, vascular, oftalmologista, cardiologista e exames de Raio X de coluna vertebral, ultrassonografia de articulação, transvaginal e de mama, abdômen total e aparelho urinário e, consequentemente estas representam as áreas com maiores deficiências.

Atendimento

O Rondonoticias fez uma visita ao Centro de Saúde Maurício Bustani e por lá a procura maior são atendimentos para consultas, pedidos de exames médicos e vacinação. A unidade funciona de segunda à sexta-feira no horário de 8 às 18 horas, e no dia da entrevista o atendimento aos pacientes se mostrou rápido e sem filas.

“Vim até a unidade para me vacinar contra uma mordida de um macaco que levei quando estava em um sítio, fui atendido rápido e todas às vezes que venho, não enfrento longas esperas”, destacou José Pereira que é sitiante.

Em outra visita, desta vez na Políclinica Dra Ana Adelaide, o tempo de espera para o atendimento se mostrou mais longo, apesar da aparente tranquilidade e sem a presença de muitos pacientes.

“Estou me sentindo mal há alguns dias, febre e dor de cabeça. Estou há mais de 40 minutos sentada, aguardando e ainda não passei pela triagem” relatou a dona de casa Raimunda da Silva.



Foto - Pâmela Pimenta/ Rondonoticias

Leia mais: Mais 40 médicos são chamados pela prefeitura para contratação


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.