RONDONOTICIAS quinta-feira, 15 de novembro de 2018 - Criado em 11/10/2001

Mães controlam mais o uso de smartphones pelos filhos do que os pais


Notícias ao Minuto

19/10/2018 09:41:06 - Atualizado


pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box - Crianças e Smartphones no Brasil, que acaba de ser divulgado, revela que 85% das crianças brasileiras de 0 a 12 anos com pais internautas possuem acesso a smartphones, sejam aparelhos próprios ou emprestados dos responsáveis. O percentual cresce conforme a idade, começando em 65% no grupo de 0 a 3 anos e chegando a 95% naquele de 10 a 12 anos. Os números fazem parte da nova edição da pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre uso de smartphones por crianças no Brasil.

A análise constatou que as mães costumam ser mais controladoras que os pais quanto ao uso de smartphones pelos filhos. Enquanto 45% das mães permitem o uso de apps de redes sociais e de mensageria, a proporção sobe para 54% entre pais. 95% das mães alegam que verificam com quem e o quê os filhos conversam nesses apps. A proporção neste quesito cai para 84% entre os pais. 70% das mães e 67% dos pais estipulam limite de tempo diário de uso de smartphone. Em relação às compras em lojas de aplicativos, 14% das mães contra 16% dos pais permitem esta movimentação das crianças.

"Talvez a diferença esteja no fato de que os homens, mais do que as mulheres, acreditam que o smartphone mais ajuda do que atrapalha no desenvolvimento das crianças. É o que dizem 55% dos pais ante 49% das mães. Por outro lado, embora mais permissivos, 54% dos pais acham que seus filhos usam o smartphone mais do que deveriam, contra 46% das mulheres", comenta Fernando Paiva, editor do Mobile Time e coordenador da pesquisa.

Outras descobertas

- 50% dos pais consideram que os filhos usam o smartphone mais que deveriam e aqueles que acham o contrário;

- 73% dos pais não usam ferramenta de filtro de conteúdo/controle de acesso;

- 89% dos pais controlam com quem os filhos conversam pelo celular e o conteúdo acessado;

"Os resultados desta pesquisa indicam que os pais estão divididos sobre como lidar em relação ao acesso dos filhos aos smartphones. Metade acha que o contato com essa tecnologia mais ajuda do que atrapalha e a outra metade acha o contrário. Além disso, metade acha que os filhos usam o smartphone mais do que deveriam, e a outra metade acha que não". comenta Fernando Paiva.



Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.