• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, terça-feira 16 de abril de 2024

Santos vence Red Bull Bragantino e se garante na decisão do Paulistão

Com o resultado, o Alvinegro Praiano se credencia para brigar pelo 23º título estadual de sua história.


R7

Publicada em: 28/03/2024 10:33:01 - Atualizado


Oito anos depois, o Santos está de volta à decisão do Campeonato Paulista. Na noite desta quarta-feira, o Peixe encarou o Red Bull Bragantino, na Neo Química Arena e, com um aproveitamento cirúrgico de seu ataque, venceu por 3 a 1. 

Com o resultado, o Alvinegro Praiano se credencia para brigar pelo 23º título estadual de sua história. O adversário santista sai do confronto entre Palmeiras e Grêmio Novorizontino, que se enfrentam nesta próxima quinta-feira. 

Eficiência santista 

O Santos foi certeiro nos primeiros 45 minutos e não permitiu que o Red Bull Bragantino tivesse o controle da partida. Tanto que aos oito, após cobrança de escanteio de Guilherme da direita, Joaquim foi no terceiro andar e, com uma bomba de cabeça, estufou as redes em Itaquera. 

Com a vantagem no placar, o time comandado por Fábio Carille adotou uma postura mais cautelosa, recuou suas linhas e se propôs a suportar a pressão do Massa Bruta, que foi com o que tinha de melhor para o ataque. 

Sem encontrar grandes espaços na intermediária santista, restou ao Braga apostar nos chutes de média e longa distância. Quase funcionou. Matheus Fernandes, Jadsom e Eric Ramíres arriscaram da entrada da área e levaram muito perigo à meta defendida por João Paulo. 

O controle bragantino, entretanto, não foi suficiente para modificar a história do jogo. Pelo contrário. Nos minutos finais, o Massa Bruta foi desatento e ainda viu o Peixe ampliar. Já nos acréscimos, Pedrinho foi acionado pela direita, levantou a cabeça e cruzou na medida para Guilherme, que se projetou na segunda trave e, de primeira, colocou para dentro. 

Lei do ex não é suficiente

Na volta do intervalo, o Red Bull Bragantino adotou uma postura mais agressiva e deu indícios que dificultaria a vida do Santos. Logo aos seis, após boa trama ofensiva, Sasha recebeu na entrada da área e soltou uma bomba, fazendo valer a lei do ex na Neo Química Arena. 

A reação do Massa Bruta, porém, esbarrou mais uma vez na atuação cirúrgica do ataque santista. Aos 18, após bola recuperada no campo de ataque, Pedrinho se livrou da marcação pela direita e cruzou com açúcar para Giuliano, que testou por baixo do goleiro Cleiton e fez: 3 a 1. 

O gol deu ainda mais tranquilidade para o Peixe, que voltou a administrar as ações. Já na reta final, o Bragantino ainda ganhou motivos para acreditar. 

Aos 39, Hayner deu uma entrada completamente desproporcional em Talisson e recebeu cartão vermelho. Com um jogador a mais, o time comandado pelo português Pedro Caixinha teve a bola nos minutos finais, cercou a área adversária, mas não encontrou espaços sequer para descontar.

Fim de papo e vitória do Santos, que volta à decisão do Paulistão após oito anos.


Fale conosco