• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, segunda-feira 15 de abril de 2024

Governo da Argentina aumenta o salário mínimo em 30% e as aposentadorias em 27,18%

Mínimo a ser pago aos trabalhadores formais passa de 156 mil pesos para 180 mil em fevereiro e 202,8 mil em março


cnn

Publicada em: 21/02/2024 10:57:30 - Atualizado


foto infomoney

MUNDO: O governo Javier Milei anunciou o reajuste do salário mínimo e das aposentadorias. A partir de março, o valor pago aos trabalhadores subirá 30% na comparação com o atual valor. No caso das aposentadorias, o aumento é de 27,18%. A inflação anual na Argentina gira em 254,2%.

O anúncio para o salário mínimo prevê dois reajustes: um em fevereiro e outro em março.

Assim, o mínimo a ser pago aos trabalhadores formais passa de 156 mil pesos para 180 mil em fevereiro e 202,8 mil em março. O aumento total, portanto, será de 30% na comparação com o valor atual, decidido em dezembro do ano passado.

Pelo câmbio oficial, o salário mínimo passa a cerca de R$ 1.188.

Para os aposentados, o reajuste é ligeiramente menor: de 27,18%. Nesse caso, o valor mínimo pago pelo sistema público de previdência passa de 105,7 mil pesos para 134,4 mil pesos.

Pelo câmbio oficial, o novo valor equivale à cerca de R$ 790 – menos que a aposentadoria mínima no Brasil que segue o salário mínimo.

O reajuste foi anunciado pelo governo diante do impasse nas negociações entre trabalhadores e empregadores. As negociações para reajuste salário não avançaram e não houve acordo.

No fim de semana, o Observatório da Dívida Social Argentina, grupo da Universidade Católica Argentina, atualizou a pesquisa sobre a pobreza no país. E o indicador piorou e mostra que 57,4% da população em janeiro era considerada pobre, o nível mais alto em pelo menos 20 anos.




Fale conosco