• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sexta-feira 23 de fevereiro de 2024

Trabalho se tornou mais intenso, extenso e tenso, alerta médica

À CNN Rádio, Marcia Bandini explicou inclusão de 165 patologias na lista do Ministério da Saúde de doenças relacionadas ao trabalho


CNN

Publicada em: 04/12/2023 09:14:48 - Atualizado

BRASIL: O trabalho sofreu diversas modificações nos últimos ano que impactaram diretamente na saúde das pessoas.

É o que explica a médica e professora da Unicamp Marcia Bandini.

Ela fez parte da coordenação técnica responsável pela inclusão de 165 patologias na lista do Ministério da Saúde de doenças relacionadas ao trabalho por causarem danos à integridade física ou mental do trabalhador.

“Existe uma tríade: o trabalho se tornou mais intenso, mais extenso e mais tenso”, disse, à CNN Rádio, no Correspondente Médico.

Além disso, “há mais inseguranças, com perdas de direitos, falta de proteção social, como vimos na pandemia.”

“O adoecimento por questão física permanece, mas o adoecimento na parte mental surgiu com mais força”, completou.

Agora, fazem parte da lista burnout, transtornos relacionados ao uso excessivo de álcool, drogas e café, Covid-19, distúrbios musculares, além de alguns tipos de câncer.

O papel dessa listagem, de acordo com Marcia Bandini, é de mostrar como o trabalho, dependendo de como é executado, do ambiente e da organização, pode provocar adoecimento.

“O aumento da lista mostra que a gente cada vez mais sabe da relação do trabalho com o processo saúde/doença”, defendeu.

Isso faz com que a prevenção seja mais eficaz.

Paralelamente a isso, a médica acredita que é necessário que o sistema do SUS seja interligado ao da Previdência, a fim de aumentar o diálogo.





Fale conosco