• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 15 de junho de 2024

Convidado de Ana Maria faz apologia a consumo de droga ao vivo na Globo e é detonado nas redes

O modelo Cássio causou polêmica na web após falar supostamente sobre consumo de um entorpecente


emoff

Publicada em: 21/05/2024 11:08:13 - Atualizado

Tem virado assunto nas redes sociais ao longo de toda segunda-feira (20), uma declaração dada pelo modelo Cassio Abra, que está participando da atual temporada do reality culinário do programa “Mais Você”, o “Jogo de Panelas”. No bate-papo com Ana Maria Braga, o ator de filmes adultos deu alguns detalhes sobre características do tema escolhido ao seu jantar e isso acabou virando polêmica na web.

Contextualizando, Cássio escolheu como temática para seu jantar no reality culinário “Festa em São Paulo”. Em um bate-papo com a apresentadora veterana, o modelo falou sobre as escolhas para o menu e acabou citando uma curiosidade sobre a releitura de um drink que pensou em apresentar em seu jantar, mas acabou desistindo.

“Eu ia fazer uma serventia de um suco de inhame e de limão e é tudo refletido na balada. Porque quando a gente chega na balada, a gente toma um drink que é chamado Gisele ia ser remetido no meu jantar também, só que eu não achei o copinho, porque foi pouco tempo, mas essa é uma bebida muito famosa na balada”, explicou Cássio para apresentadora Ana Maria Braga.

Não demorou muito para que internautas viralizassem o vídeo e se chocassem com as palavras ao vivo ditas pelo participante do “Jogo de Panelas”. Segundo muitos relatos de internautas que são frequentadores de baladas em São Paulo, o nome “Gisele” é uma gíria escolhida para fazer referência a uma droga conhecida como GHB, que é muito consumida em baladas.

O que é GHB?

O Ácido gama-hidroxibutírico, também conhecido como GHB é uma droga sintética líquida, sem cor e sem sabor. O entorpecente age de forma rápida no corpo humano e tem alto poder alucinógeno, mesmo que consumido em pouca quantidade. Por conta disso, além de ser usado de forma consensual e “recreativo”, O GHB também foi batizado como a “droga do estupro”, por ser muito usado por autores de crimes sexuais como forma de deixar as vítimas desacordadas.

A droga é comumente armazenada em pequenos frascos com conta-gotas, o que o fazem chegar de forma discreta em festas e baladas onde costumam ser comercializados. Usuários do entorpecente costumam consumir a droga pingando diretamente na boca ou adicionando em bebidas. Nas baladas, o GHB também é conhecido como “Gi”, “Gisele” ou “Ecstasy líquido”.



Fale conosco