• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, terça-feira 23 de julho de 2024

Músicos do ‘Molejo’ são proibidos de usarem nome da banda por filhos de Anderson Leonardo

Membros remanescentes do grupo não poderão mais usar a marca 'Molejo'


emoff

Publicada em: 12/06/2024 11:38:46 - Atualizado


Os filhos de Anderson Leonardo, ex-vocalista do grupo Molejo, que morreu em decorrência de um câncer em abril deste ano, entraram em uma briga judicial contra os demais membros do grupo musical. Tudo começou quando os membros remanescentes do grupo decidiram que não seriam mais gerenciados pela empresa de Anderson, que é titular da marca “Molejo”.

Em nota enviada ao jornal Extra, o advogado Eduardo Mello informou que os herdeiros de Anderson Leonardo foram surpreendidos com a notícia. “Os herdeiros de Anderson Leonardo foram surpreendidos ao serem informados pelos demais integrantes, por intermédio de advogado e após 19 dias do falecimento de Anderson Leonardo, especificamente em 15 de maio de 2024, que a banda não seria mais representada pela empresa de Anderson, Molejo & Molejo Produções e Eventos LTDA”, informou o advogado.

Com isso, os herdeiros do músico optaram por proíbir que o grupo musical continuem usando a marca “Molejo” sem que os contratos passem pela empresa responsável, que tem Anderson Leonardo como fundador. “Essa empresa é a titular da marca Molejo e correlatas do grupo, que pertencia exclusivamente a Anderson Leonardo”.

Ainda de acordo com o advogado do grupo, a empresa deixada por Anderson Leonardo enfrenta dificuldades financeiras. “Para agravar a situação, a empresa Molejo Produções e Eventos LTDA está enfrentando dificuldades financeiras, inclusive com dívidas pendentes e salários de funcionários atrasados”, explicou.



Fale conosco