• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sexta-feira 12 de julho de 2024

Com rodovia RO Expresso Porto intransitável caminhões travam trânsito na Jorge Teixeira

Caminhoneiros que deveriam entrar ao lado do Hospital Santa Marcelina são forçados a utilizar a Avenida Jorge Teixeira, (BR-364) e o trânsito vira o caos...


Redação

Publicada em: 21/06/2024 08:57:26 - Atualizado

Superintendente do DNIT, André Lima dos Santos

PORTO VELHO-RO: A rodovia RO Expresso Porto, vital para o trânsito de caminhões e veículos pesados saindo de Candeias do Jamari em direção ao Porto Organizado de Porto Velho, está em condições deploráveis. 

Buracos, falta de pavimentação e de manutenção tornaram a via intransitável. Caminhoneiros que deveriam entrar ao lado do Hospital Santa Marcelina são forçados a utilizar a Avenida Jorge Teixeira, (BR-364), durante horários de pico, agravando significativamente o trânsito urbano já caótico.

A presença massiva de caminhões nessa via, causa congestionamentos severos, atrasos e aumenta o risco de acidentes. Os problemas são especialmente graves no elevado da Avenida Jorge Teixeira, Trevo do Roque, onde caminhões enfrentam dificuldades para subir, bloqueando a passagem e gerando longas filas e sucessivos acidentes no alto da edificação.

A prefeitura de Porto Velho e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) estão cientes do problema e prometeram buscar soluções, sem que haja qualquer providencia paliativa.  No entanto, a comunidade local ainda aguarda sentada ações concretas decorrentes destes órgãos públicos.

A pressão por melhorias cresce à medida que as autoridades locais são constantemente cobradas por soluções. Por seu turno, o superintendente do DNIT, André Lima dos Santos, tem se limitado a consertar os estragos causados por caminhões que não conseguem subir o elevado do Trevo do Roque e acabam tombando, sem se dignar em buscar soluções efetivas.

A expectativa é que, com a união de esforços, seja possível resolver os problemas e garantir um trânsito mais fluido e seguro para todos. Enquanto isso, caminhoneiros e cidadãos de Porto Velho continuam a enfrentar os desafios diários de uma infraestrutura rodoviária inadequada, causada pela negligência de quem tem obrigação de fazer e silencia.


Fale conosco