• Porto Velho

    quinta-feira 2 de dezembro de 2021

Em Vilhena, atentado a comerciante ocorreu por divergências entre facções rivais

Os dois estão presos e identificados como Lucas dos Santos Pires e Carlos Eduardo Costa, e já foram denunciados pelo crime, estando presos aguardando julgamento.


O Observador

Publicada em: 07/10/2021 15:30:07 - Atualizado


VILHENA, RO - - Duas pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil de Vilhena, acusadas de envolvimento na tentativa de assassinato do comerciante Ademilton Tenório, de 35 anos, ocorrido em dezembro do ano passado. Os dois estão presos e identificados como Lucas dos Santos Pires e Carlos Eduardo Costa, e já foram denunciados pelo crime, estando presos aguardando julgamento.

O crime, segundo a Polícia, teve a participação de uma menor de 13 anos, que era amásia de Lucas, que contou aos policiais, a suposta motivação do crime. Segundo ela, os dois acusados pertencem a uma facção criminosa e Carlos Eduardo cobrou de Lucas uma ação mais efetiva dentro da organização, instigando-o a praticar o crime, ocorrido dia 15 de dezembro de 2020, na Melvin Jones, Bairro Cristo Rei.

Em troca, segundo a testemunha, Lucas ganharia a motocicleta e a arma utilizadas no crime, como pagamento pelo assassinato. Foi Luana quem primeiro foi ao açougue da vítima verificar a movimentação e avisar a dupla. Lucas chegou de motocicleta, e, sem avisar efetuou vários disparos em Tenório, que conseguiu fugir do local, mesmo tendo sido baleado nas costas e na perna.

Um policial que prestou depoimento como testemunha por ter atendido a ocorrência disse que Tenório seria eliminado pela dupla porque fazia parte, supostamente, de uma organização criminosa rival. A menor não foi encontrada para dar testemunho em Juízo e também foi atingida com um tiro, durante a tentativa de homicídio ao açougueiro.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br