• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 13 de julho de 2024

Deputado Chrisóstomo diz que mulheres estupradas não precisam matar o bebê

De acordo com Chrisóstomo, uma vítima de estupro não precisa matar o bebê, que pode ser doado para o Estado entregar ao sistema de adoção...


Redação Rondonoticias

Publicada em: 22/06/2024 09:28:25 - Atualizado

PORTO VELHO-RO: O deputado federal Coronel Chrisóstomo (PL), utilizou a tribuna da Câmara Federal na última quarta-feira (19) para, aos gritos, defender a aprovação da PL 1904/24, conhecida popularmente como o “PL do Estupro”.

De acordo com Chrisóstomo, uma vítima de estupro não precisa matar o bebê, que pode ser doado para o Estado entregar ao sistema de adoção.

“Falo para a mulher portadora de útero, aquela que sabe o valor de uma vida dentro de sí, em decorrência do estupro, não precisa matar o bebe para retira-lo. Para que assassinar o bebe? Tenha o bebe e depois doe o bebe, pronto está resolvido problema”, gritou Coronel Chrisóstomo.

O deputado ainda afirmou que veículos de comunicação estariam propagando Fake News quando afirmam que esse projeto retira direitos das mulheres estupradas, o que de acordo com ele é mentira.

Porém, quem está faltando com a verdade é o próprio deputado Coronel, uma vez que aprovado, essa Lei tira o direito da mulher estuprada interromper a sua gestação em qualquer época, além de assemelha-la criminalmente à uma homicida.

O projeto tramita na Câmara Federal, porém, com a pressão popular tem tudo para recuar, mesmo tramitando na Casa em regime de urgência.


Fale conosco