• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, terça-feira 23 de julho de 2024

Haja dinheiro público para pagar tantas diárias


Por Valdemir Caldas

21/06/2024 08:37:02 - Atualizado

A condição de homens públicos impõe posturas que devem respeitar essa dimensão. Há, por parte dos que estão no exercício de um mandato popular, um compromisso de respeito à dimensão pública e isso, entre outras atitudes, exige a vigilância para não particularizar ou administrar como se o lugar e os bens públicos fossem propriedades de uns poucos.

Mais uma vez, deputados estaduais de Rondônia exageram e se colocam sob o enfoque das críticas, devidamente justificadas, da opinião pública, principalmente num instante em que a sociedade exige da classe política, entre outras condutas, mais comedimento nos gastos públicos, eis que um grupo de parlamentares resolve percorrer o caminho inverso, torrando quase R$ 200 mil com o pagamento de diárias. Isso é um absurdo e, porque não dizer, um abuso. Rondônia padece de carências gritantes, sobretudo na área da saúde. Essa dinheirama poderia ter sido usada para aplacar a dor e o sofrimento de doentes que vivem amontoados pelos corredores do Hospital João Paulo II.

A concessão de diárias a parlamentares para participarem de seminários, congressos, conferências, entre outros eventos de interesse público, ou em virtude do exercício de suas funções, é um direito legal, quando disciplinada em lei especifica e tem motivação justificada, cabendo ao controle interno de cada órgão a competência de fiscalizar a correta aplicação dos recursos, apesar de muita gente considerar imoral, mas bem que alguns políticos poderiam ser menos gulosos no uso de diárias. É deprimente quando comparamos o discurso de campanha com a atuação parlamentar. Logo, chegamos à conclusão de que, mais uma vez, fizemos o papel de trouxas. E se você pensa que isso só acontece na Assembleia Legislativa de Rondônia é porque ainda não viu o Portal da Transparência da Câmara de Vereadores de Porto Velho.

Já não é mais possível conviver com coisas dessa natureza, com tanto dinheiro público sendo desperdiçado, nem assistir, comodamente, ao festival de mordomias que debilitam a administração pública e comprometem de morte a imagem de instituições, cuja finalidade precípua e fiscalizar se o dinheiro do povo, oriundo de impostos, vem sendo bem usado. É hora dessa gente pensar mais nos interesses da população e menos na ostentação. Cumprimento o advogado Caetano Neto pela coragem de colocar a boca no mundo, quando muitos, por covardia ou comprometimento com o ato absurdo, preferem o silencio. Haja dinheiro público para pagar tantas diárias.

facebook sharing button

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.