• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 15 de junho de 2024

Após demissão vazar, atriz Susana Vieira teria ameaçado ‘se matar’ caso saia da TV Globo

A atriz é contratada da emissora há 54 anos e afirmou que não se vê trabalhando em outro lugar


emoff

Publicada em: 18/05/2024 10:48:08 - Atualizado

Na última quarta-feira (15), Susana Vieira concedeu uma entrevista ao programa “A Tarde É Sua”, da RedeTV!, onde falou sobre a possibilidade de deixar a Rede Globo. Quando perguntada se ela mudaria de emissora, a artista fez questão de deixar claro que não se vê trabalhando em outro lugar e ainda ameaçou se matar caso seja demitida. Vale lembrar que o próprio jornalista Alessandro Lo-Bianco divulgou recentemente a informação de que o canal estaria planejando desligar a atriz quando o contrato dela chegar ao fim em 2026.

A artista se mostrou estarrecida quando o repórter de Sonia Abrão perguntou se o público poderia imaginar Susana Vieira trabalhando em uma outra emissora ou até mesmo em alguma plataforma de streaming. “Meu amor, se eu estou lá em cima na Globo, eu vou passar para outra emissora? Por que? Sem desfazer delas…”, ela indagou arracando risadas de outros jornalistas. “Lá eu sou a rainha, eu não sei se vocês entendem”, explicou Susana Vieira.

Em seguida, a intérprete de Maria do Carmo na novela “Senhora do Destino” explicou que não quer deixar a emissora de jeito nenhum. “Se eu saísse da Globo agora nessa leva, eu acho que me matava. Porque eu ia falar: ‘Vocês estão loucos, eu nunca sairia daqui. Eu vou me matar, porque eu não seu viver sem vocês'”, contou Susana Vieira. Em seguida, a atriz lembrou do contrato vitalício que o canal dos Marinho tinha oferecido a ela até então.

Os rumores da demissão de Susana Vieira

Na última sexta-feira (10), o colunista Alessandro Lo-Bianco acabou cortando a onda da atriz sobre a questão do contrato vitalício. De acordo com o jornalista, a Globo não tinha gostado nadinha do fato de Susana Vieira estar anunciando aos quatro ventos que seria contratada do canal até morrer. Segundo o profissional, a informação deveria ter sido mantida em segredo e, além disso, a emissora estaria considerando a forma como ela deu a declaração um tanto quanto afrontosa. Conforme foi revelado por ele, as falas teriam ido contra o código de ética e conduta da instituição.




Fale conosco