• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, segunda-feira 20 de maio de 2024

Operação da PF mira traficantes que enviavam droga de RO para Minas e MT

Outras quatro pessoas foram presas em flagrante em Santa Luzia, Alta Floresta e Rolim de Moura (2), sendo três por posse irregular de arma de fogo e um por porte.


Assessoria PF

Publicada em: 10/04/2024 17:29:46 - Atualizado

Foto: Assessoria

CACOAL, RO: A Polícia Federal, com apoio da Polícia Militar de Rondônia, deflagrou nesta quarta-feira, 10/4, a Operação Vértice, visando dar cumprimento à 11 mandados judiciais, sendo oito de busca e apreensão e três de prisão preventiva expedidos pela 1ª Vara Criminal de Cacoal-RO.

Foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão em Cacoal/RO, Rolim de Moura/RO, Santa Luzia/RO, Alta Floresta/MT e Ituiutaba/MG, além de três prisões preventivas em Rolim de Moura, Ituiutaba/MG e Xavantina/MT. Outras quatro pessoas foram presas em flagrante em Santa Luzia, Alta Floresta e Rolim de Moura (2), sendo três por posse irregular de arma de fogo e um por porte.

Mediante denúncia anônima, a equipe de investigação constatou a prática do tráfico de drogas na região, identificando alguns integrantes do grupo, a rota da droga e a localização do possível receptador no estado de Minas Gerais.

O entorpecente saía da zona da mata em Rondônia e seguia via rodovias para o triângulo mineiro. Assim como o remetente, o destinatário da droga já havia sido investigado pela Polícia Federal e possuía mandado de prisão em aberto.

Em uma das diligências policiais de acompanhamento do grupo, foi possível apreender um carregamento com 8kg de cocaína, na BR-364.

Caso sejam condenados, os suspeitos poderão receber penas que somadas podem chegar a 32 anos de reclusão, pela prática dos crimes de tráfico interestadual de drogas e associação para o tráfico, além dos previstos no Estatuto do Desarmamento.

A Polícia Federal não descarta a participação de outros envolvidos no caso e destaca que qualquer pessoa pode colaborar com as investigações, prestando informações que ajudem no combate e elucidação dos crimes, sendo sempre garantido o sigilo da fonte.

O nome da operação “Vértice” faz referência à interseção com a Operação Paralelo, da Polícia Federal (2020), ao identificar os novos integrantes do grupo na região.


Fale conosco