• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, quarta-feira 22 de maio de 2024

Ex-gerente da Sejus é condenado por corrupção ao oferecer regalias a presos

Investigações comprovaram que o réu cobrava pagamentos para dar “regalias” a presos. Réu foi condenado por corrupção.


Rondonoticias, com informações MPRO

Publicada em: 16/04/2024 14:45:55 - Atualizado

Presídio de Jaru; Centro Regional de Ressocialização Augusto Simon Kempe

RONDÔNIA: Um ex-gerente regional da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) de Rondônia foi condenado por corrupção após investigações revelarem que ele cobrava pagamentos para conceder "regalias" a presos. O réu foi acusado de facilitar o acesso ilegal a celulares, bebidas alcoólicas e até churrascos dentro do Centro Regional de Ressocialização Augusto Simon Kempe, em Jaru.

As denúncias feitas ao Ministério Público de Rondônia em 2021 levaram ao afastamento do ex-gerente e de outros policiais investigados em fevereiro de 2022. Segundo o MP-RO, os servidores concediam benefícios indevidos aos presos, como trânsito livre no presídio, acesso a cômodos confortáveis, visitas irregulares e posse de aparelhos eletrônicos.

Diversas operações realizadas no presídio de Jaru confirmaram os privilégios concedidos aos detentos. O ex-gerente recebeu pelo menos três transferências bancárias de parentes de presos como pagamento pelos favorecimentos.

O ex-gerente, que também é policial penal, foi sentenciado a 4 anos, 11 meses e 21 dias de reclusão. Além da pena criminal, ele perdeu o cargo por ter violado os deveres éticos e morais ligados à profissão.


Fale conosco