• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, terça-feira 23 de abril de 2024

Suspeito de torturar crianças e matar mãe é encontrado morto


Rondonoticias

Publicada em: 31/10/2017 11:36:33 - Atualizado

RONDÔNIA - Idair dos Reis Maria (Vulgo Mano Reis) de 44 anos foi encontrado por volta das 08 horas da manhã desta terça-feira (31), morto já em estado de decomposição em uma pastagem encapoeirada a cerca de 1000 metros da represa onde foi encontrada as meninas de 5 e 7 anos de idade com queimadura e espancamento.

Mano Reis também é o principal de matar por asfixia Selma Ales, mãe das garotinhas encontradas na represa. O corpo de Selma foi encontrada na tarde desta segunda-feira (30) em uma residência ao lado de sua casa, na cidade de Santa Luzia do Oeste.

Um grande aparado de Policiais Civis se reuniram para iniciar as buscas no matagal próximo ao local, e ao chegar nas proximidades duas pessoas que se identificaram como sendo da família de Mano Reis acenaram indicando que já os havia encontrado o suspeito.

No local foi encontrado uma arma de fogo ao lado do corpo e a aproximadamente cinco metros de distância do corpo, um aparelho celular e uma chave do veículo provavelmente do veículo Siena encontrado abandonado as margens da linha 180, km 06, no domingo (29).

É possível se confirmar que na cabeça havia uma perfuração ocasionada por uma arma de fogo e algumas queimaduras pelo corpo.

Policiais estão no local guardando as proximidades para os trabalhos periciais e colhimento de informações para tentar elucidar o caso.

Vale ressaltar que ao chegar no local, os familiares que o encontrou o corpo disse que a genitália de Mano Reis estaria cortada, porém aguardaremos os trabalhos da perícia para se confirmar a informação.

Mano Reis é era acusado de ter estuprado as menores e a mãe das menores registrou boletim de ocorrência, mas os exames médicos deu negativo para o suposto estupro, já as meninas confirmaram o ato ao delegado.

Diante de tal fato, o delegado manteve Mano Reis solto pois não havia provas médicas sobre o suposto crime









Fale conosco