RONDONOTICIAS segunda-feira, 10 de maio de 2021 - Criado em 11/10/2001

O dia na história - Compilação de autoria do jornalista Lúcio Albuquerque

Dia Mundial do Trabalho e do Trabalhador. Dia da Literatura Brasileira. Católicos lembram São José Operário e São Jeremias.


Lúcio albuquerque

Publicada em: 01/05/2021 12:47:36 - Atualizado

 (Para católicos o Mês de Maria, mês das flores, mês das noivas)

RONDÔNIA

1925 – A Bula Pontifícia, do papa Pio XI, cria a prelazia de Porto Velho (então município amazonense), tendo como bispo dom Pedro Massa.

COMEMORA-SE

Dia Mundial do Trabalho e do Trabalhador. Dia da Literatura Brasileira. Católicos lembram São José Operário e São Jeremias.

FATOS

1500 — Pedro Álvares Cabral toma posse da "Ilha de Vera Cruz" (atual Brasil) em nome do rei de Portugal. 1625 — Armada luso-espanhola reconquista Salvador (BA) aos holandeses. 1753 — Publicada a Species Plantarum por Linnaeus, depois adotado pelo Código Internacional de Nomenclatura Botânica. 1829 – Nasce José de Alencar, maior poeta indigenista brasileiro. 1886 — Manifestações nas ruas de Chicago (EUA), motivaram a criação do Dia do Trabalhador. 1943 — O presidente Getúlio Vargas sanciona a Consolidação das Leis do Trabalho. 1956 – Começa a vacinação contra poliomielite desenvolvida por Jonas Salk. 1956 – Descoberta a Doença de Minamata. 1961 — Fidel Castro abole as eleições em Cuba. 1994 — Acidente no GP mata o tricampeão de F1 Ayrton Senna. 2006 – Enquanto Lula não reage, Evo Morales manda invadir as instalações da Petrobrás na Bolívia.

FOTO DO DIA

Getúlio Vargas, presidente do Brasil veio ao Norte em 1940, ficou menos de dois dias em Belém, menos ainda em Manaus e quase três em Porto Velho, então município amazonense, um tema que pode servir de pauta para TCCs e etc no curso de História. Entre nós ele fez um pouco de tudo, e a cena, onde, junto com outros mais curiosos, membros de sua comitiva, demonstra que tentava aprender sobre a região inclusive procurando saber como tirar as castanhas de dentro do ouriço. Getúlio hospedou-se numa casa pertencente ao diretor-geral da Madeira-Mamoré Aluízio Ferreira, construída (conforme a historiadora Yeda Borzacov) em madeira tipo pinho de Riga, na Rua Santos Dumont e foi lá que aconteceu a decisão, numa reunião com o governador do Acre e Aluízio Ferreira de criar um Território Federal (o que aconteceu em 1943) na região, juntando partes de terras de Mato Grosso e Amazonas com a capital na cidade de Porto Velho, como narrava o historiador Esron Menezes, testemunha daqueles encontros. (F. acervo Esron Menezes)


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br