• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 21 de maio de 2022

Jessi faz estratégia para se manter popular e faturar R$ 1,5 milhão 'na raça'

Jessilane Alves já traçou uma estratégia para se manter na mídia


Notícias ao Minuto

Publicada em: 14/05/2022 10:41:06 - Atualizado


BRASIL - Não é todo ex-BBB que consegue manter seu sucesso por mais um ou dois anos após participar do reality da Globo. E é pensando nisso que Jessilane Alves, a Jessi, 26, já traçou uma estratégia para se manter na mídia, mas sem perder a sua essência. Ela quer se tornar uma influenciadora educacional e faturar R$ 1,5 milhão [valor do prêmio concedido a Arthur Aguiar] fora do confinamento.

"Já estou me mudando para São Paulo, pois é lá que tudo acontece. Também tenho um novo vínculo com a melhor agencia de assessoramento do país para construir um plano de carreira para que daqui dois anos ainda saibam quem eu sou", afirma Jessi, que é mestre em biologia e atuava como professora antes do programa. Agora, ela fala em não estagnar em um ramo único de atuação.

Justamente por conta da correria da mudança de Valparaíso de Goiás (GO) para a capital paulista que a professora afirma que ainda não começou a ganhar dinheiro, mas que "as marcas já gostam de mim, pois mandam de roupas a chocolates".

E nem todos os prêmios em dinheiro que ela ganhou no reality, como uma bolada de R$ 100 mil conquistado durante uma prova de sorte, já caíram em sua conta. Apenas o suficiente para quitar as dívidas e alugar o novo apartamento, afirma ela, que foi a última mulher a ser eliminada do reality, apenas dez dias antes do fim do programa.

Jessi quer mais e diz que vai "fazer o R$ 1,5 milhão na raça" e trabalhar muito, mas não mais como professora em sala de aula, já que seu novo ritmo de vida não permite. "Quero abordar na internet temas como a biologia, libras e dar visibilidade a esses pontos com os quais me identifico, aproveitando meu rosto conhecido", comenta a goiana.

Mas não é só de trabalho que se faz um ex-BBB. Jessi não dispensa uma boa festa, principalmente com suas "comadres" do programa, Linn da Quebrada, Natália Deodato e Naiara Azevedo. Ela esteve recentemente no camarote do Carnaval do Rio e aproveitou o Baile da Vogue, quando dispensou o salto alto ao preferir ostentar seus tênis.

Seu estilo sem ostentação após o BBB acabou provocando até debates na web, mas Jessi fez questão de responder com humor. "Todo mundo está comentando sobre meus looks, mas, ôxe gente, o 'ryca vírus' ainda não me picou, é isso que pobre usa e é feliz assim", afirmou a professora em um tuíte. "Meu jeitinho que vocês já conhecem, todo um conceito Jessi de ser!"

A única reclamação dessa nova vida de ex-BBB é a falta de iniciativa dos homens. "Parece que com fama ficou mais difícil encontrar alguém. As pessoas me colocam em outro patamar como se eu fosse inacessível. Sou normal, gente", diverte-se ela, que sonha com um parceiro romântico e uma "família de comercial de margarina".


LEIA MAIS