• Porto Velho

    quarta-feira 16 de junho de 2021

Brasil supera o Paraguai em Assunção e mantém 100% nas Eliminatórias da Copa

Em 1985, havia ganho por 2 a 0. Depois foram dois empates e duas derrotas.


msn

Publicada em: 09/06/2021 10:54:17 - Atualizado

A seleção brasileira encerrou os dias de turbulência fora de campo, causada pela decisão de realizar a Copa América no País, com 100% de aproveitamento dentro de campo. Venceu o Paraguai de forma contundente por 2 a 0, nesta terça-feira, no Estádio Defensores del Chaco, e chegou a 18 pontos nas Eliminatórias para a Copa do Catar.

Com a sexta vitória seguida nas Eliminatórias, a seleção brasileira igualou a marca das Eliminatórias da Copa do Mundo de 1970, no México  venceu na época todas as seis partidas que disputou. E voltou a bater os paraguaios em Assunção em jogo válido pela fase prévia do Mundial depois de 35 anos. Em 1985, havia ganho por 2 a 0. Depois foram dois empates e duas derrotas.

Tite fez algumas mudanças na escalação em relação à partida com o Equador, e também na maneira de o time jogar. Manteve os dois volantes, Casemiro e Fred, mas abriu Gabriel Jesus - que o técnico colocou no time no lugar de Gabigol - pela direita, Richarlison pela esquerda e deu a Neymar e a Firmino a função de mesclar o posicionamento na área com o recuo para jogar atrás do atacantes e construir as jogadas..

O Paraguai, por sua vez, montou um esquema bastante defensivo. Se fechava às vezes com cinco zagueiros e três jogadores posicionados como volantes.

O problema para os paraguaios é que Neymar, centralizado e com liberdade de movimentação por grande faixa do campo, organizava a seleção brasileira e ainda confundia o sistema de marcação.

No primeiro ataque, o Brasil fez 1 a 0. Danilo tocou para Gabriel Jesus, que cruzou da direita, Richarlison não alcançou, mas a bola sobrou para Neymar, na cara do goleiro, marcar. Foi o 11º gol de Neymar em Eliminatórias (18 jogos), igualando-se a Romário (8 partidas) e Zico (11 jogos).

A vantagem construída com 3 minutos do jogo, deu a tranquilidade que o time precisava. Logo em seguida, Gabriel Jesus teve boa chance, mas foi travado. O Paraguai respondeu com uma bomba de fora da área de Alderete, aos 7 minutos. Ederson, que substituiu Alisson, fez grande defesa, espalmando a bola para escanteio.

Apesar de o Paraguai estar bem fechado, o Brasil continuava a encontrar espaços principalmente a partir da movimentação de Neymar. Às vezes, ele recuava até o meio de campo para buscar jogo. Numa dessas ocasiões, sofreu falta violenta de Gustavo Gómez - o palmeirense levou cartão amarelo. Outra boa opção era pelos lados do campo.

A seleção controlava o jogo, pressionava o Paraguai em seu campo, mas corria risco nas bolas esticadas pelo time da casa. Dessa maneira, Rojas conseguiu uma boa jogada aos 23 minutos, avançou e serviu Almirón. Para alívio do Brasil, o chute desviou em Militão e a bola saiu para escanteio.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br