• Porto Velho

    sexta-feira 17 de setembro de 2021

Ginastas brasileiras 'sentem' o clima da arena e fazem treino de pódio em Tóquio

O Brasil se destaca na parte coreográfica, com muita técnica, leveza e alegria. As disputas femininas começam neste sábado.


ge

Publicada em: 23/07/2021 14:45:43 - Atualizado

As ginastas do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 sentiram, literalmente, o clima do Ariake Gymnastics Centre. Em uma arena com o ar condicionado a todo vapor, Flávia Saraiva e Rebeca Andrade participaram nesta quinta-feira do chamado treino de pódio, que serve para que as atletas testem os aparelhos nos quais vão competir e também para dar aos juízes uma primeira amostra do grau de dificuldade dos movimentos que pretendem realizar na competição.

A avaliação foi bastante positiva, principalmente na trave e no solo. O Brasil se destaca na parte coreográfica, com muita técnica, leveza e alegria. As disputas femininas começam neste sábado.

"A gente começa esse trabalho quando sai o sorteio do primeiro aparelho, aí já começamos a simular isso em treinamento. Começar na trave, é um dos aparelhos mais difíceis. Apesar de não exigir tanto fisicamente, é preciso estar bem psicologicamente e tecnicamente. E hoje elas passaram bem. No solo, que também além de fazer todos os movimentos tem a graça a parte coreográfica, foram bem. No salto, a Flávia conseguiu fazer a dupla pirueta com pouco aquecimento. Não foi tão bom, mas ficou satisfeita. A paralela é um aparelho bem técnico para se fechar, bem difícil de fechar a competição. Mas no geral, gostei bastante", disse Francisco Porath, técnico da equipe feminina.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br