• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, quarta-feira 6 de julho de 2022

Flamengo faz 3 a 0 na Católica e avança para as oitavas em primeiro

De volta ao Maracanã, Mengão contou com gols de Arão, Everton Ribeiro e Pedro para vencer com tranquilidade o time chileno


Live Futebol BR

Publicada em: 18/05/2022 08:13:41 - Atualizado

BRASIL: Em noite de Libertadores da América, o Flamengo voltou a mandar o jogo no Maracanã e bateu a Universidad Católica, do Chile, por 3 a 0, na terça-feira (17). Classificado para as oitavas de final, o Mengão garantiu a liderança do Grupo H ao alcançar os 13 pontos.

Como um replay dos gols que ocorreram na última partida, contra o Ceará, pelo Brasileirão, o Fla abriu o placar com Arrascaeta batendo escanteio e Willian Arão cabeceando. Este foi o 34° tento do volante com a camisa rubro-negra em jogos oficiais e o 19° de cabeça. Já Arrasca, deu sua 56ª assistência pelo time da Gávea.

Ao final do primeiro tempo, o Mengão ampliou com Everton Ribeiro, também de cabeça, aproveitando assistência de Bruno Henrique. Já na segunda etapa, aos 44', Pedro fez um bonito gol ao driblar duas vezes Asta-Buruaga dentro da área e bater com a canhota para fechar o placar.

O resultado no Maracanã também garantiu a classificação do Talleres como segundo na chave. O time argentino empatou sem gols com o Sporting Cristal, do Peru, e chegou aos 8 pontos, não podendo ser mais alcançado na última rodada nem pela Católica, que ficou com 4, tampouco pelo time peruano, lanterna com dois.

O jogo
Com intensidade, o Flamengo buscou o gol desde os primeiros minutos e abriu o placar novamente com o entrosamento de Arrascaeta e Willian Arão na bola parada. Aos 7 minutos da primeira etapa, Arrasca bateu escanteio e, mais uma vez, coo na última partida, pelo Brasileirão, encontrou o volante livre na área para cabecear para as redes: 1 a 0.

A Católica tentou uma reação e levou susto ao gol de Hugo Souza. Após cruzamento na pequena área, aos 12’, Fuenzalida mergulhou para cabecear a bola que passou pelo canto da trave rubro-negra.

Aos 26’ Andreas Pereira tabelou com Gabigol, que saiu na cara do goleiro e quase ampliou para o Mengão.

Com controle de jogo, o Fla conseguiu ampliar o placar aos 39’. Bruno Henrique deu assistência para Everton Ribeiro marcar mais um gol de cabeça na partida: 2 a 0.

Segunda etapa
Mantendo a linha alta, o Flamengo pressionou a saída de bola da Católica e continuou ofensivo após o intervalo.

Aos 7’, a equipe chilena teve uma boa chance em bola parada, mas Gutiérrez cobrou falta na entrada na área e a bola passou por cima do gol.

Em contra-ataque, aos 13’, Rodrigo Caio começou a jogada com lançamento preciso para Matheuzinho mandar para Gabigol dentro da área, que quase chegou para ampliar.

Nos minutos finais, o Flamengo manteve pressão e consolidou sua vitória aos 44’. Pedro recebeu dentro da área, limpou a marcação duas vezes e chutou para o fundo do gol: 3 a 0 para o Mengão.

Virando a chave
O Flamengo agora volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro, onde tenta sair da incômoda 16ª posição. O mesmo Maracanã receberá o duelo entre o Mengão e o Goiás, no próximo sábado (20), pela sétima rodada. Com apenas 6 pontos ganhos, o time comandado por Paulo Sousa precisa reagir e voltar a pontuar para se afastar da zona de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA
Flamengo 3 x 0 Universidad Católica-CHI
Local: Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro
Data: terça-feira (17/5), às 21h30 (de Brasília)
Público: 40.007 pagantes (43.532 presentes)
Renda: R$ 2.493.062,50

Árbitro: Jhon Ospina (Colômbia)
Auxiliares: Dionisio Ruiz e Richard Ortiz (ambos da Colômbia)
Cartões amarelos: Andreas Pereira, Matheuzinho e Willian Arão (Flamengo), Astudillo, Gutiérrez e Tapia (Universidad Católica)

Gols: Willian Arão aos 7’/1°T, Everton Ribeiro aos 39'/1°T e Pedro aos 44/2°T (Flamengo)

FLAMENGO: Hugo; Matheuzinho (Rodinei), Rodrigo Caio, Pablo e Ayrton Lucas; Willian Arão, Andreas Pereira (João Gomes), Arrascaeta (Victor Hugo) e Éverton Ribeiro; Bruno Henrique (Lázaro) e Gabigol (Pedro). Técnico: Paulo Sousa.

UNIVERSIDAD CATÓLICA: Perez; Parot, Paz (Tapia), Buruaga e Astudillo (Rebolledo); Gutiérrez, Saavedra e Fuenzalida; Cuevas, Zampedri e Valencia. Técnico: Ariel Holan.