• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, quarta-feira 6 de julho de 2022

Peru derruba Daronco e Brasil não terá seu melhor árbitro na Copa do Mundo

Ele confiou no VAR em um lance decisivo. Virou inimigo número 1 em Lima.


r7

Publicada em: 19/05/2022 17:50:27 - Atualizado

A manhã desta quinta-feira (19) gelada em quase todo o país começou com uma triste constatação para a arbitragem nacional.

Justo na primeira vez em que o país terá dois árbitros na Copa do Mundo, desde 1950, o melhor juiz brasileiro não estará no Mundial: Anderson Daronco, da Federação Gaúcha de Futebol.

Daronco tem enorme prestígio na Comissão de Arbitragem da Fifa, nas principais federações, nos grandes clubes brasileiros. E até na Conmebol.

O presidente da FPF, Agustín Lozano, fez denúncia formal contra Daronco. Insistiu na anulação da partida contra o Uruguai, em Montevidéu, que o Peru perdeu por 1 a 0.

Anderson Daronco virou "inimigo número 1" dos peruanos por conta de um lance. Aos 46 minutos do segundo tempo, os uruguaios venciam por 1 a 0 o confronto na noite de 24 de março. Até que o lateral Trauco tenta cruzar a bola da intermediária. Erra, e ela vai em direção ao gol. O goleiro Sergio Rochet estava adiantado. E teve de correr para trás para segurar a bola. Ele fica completamente dentro do gol. E há sérias dúvidas se a bola ultrapassa a linha.

O time peruano ficou revoltado, exigindo que pelo menos Daronco conferisse no VAR se a bola tinha ou não entrado. Só que o juiz brasileiro não foi. Porque teve a confirmação no áudio de que não fora gol.

E o Uruguai ganhou o jogo por 1 a 0. O empate teria grande impacto na penúltima rodada das Eliminatórias. Pressionaria os uruguaios no jogo contra os chilenos, vencido com facilidade. Os peruanos derrotaram os paraguaios. E terão de jogar a repescagem para ir ao Mundial. Enfrentarão o vencedor de Austrália e Emirados Árabes.