• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 20 de abril de 2024

Governador abriu ano legislativo espetando Marcos Rogério e deixando Léo Moraes em situação delicada

Nem Moraes soltou nota se justificando do seu ingresso como membro do pugilato federal e nem o governo para explicar o comportamento de um nome importante na esfera de governo...


Redação

Publicada em: 28/02/2024 10:48:19 - Atualizado

PORTO VELHO-RO: Ao participar da abertura do ano legislativo na Casa de Leis rondoniense, na manhã de terça-feira, 27,  o governador Marcos Rocha ao ler a mensagem governamental, fez um retrospecto das adversidades que encontrou no caminho de sua vida, um balanço de seu primeiro ano de governo e aproveitou para anunciar metas ousadas para este ano.

Rocha, bom de karatê e já esperto na vida política, não perdeu a oportunidade diante de destacados membros do poder político estadual, ao se referir a uma briga em Brasília, na qual o senador Marcos Rogério e seu assessor de primeiro escalão, Léo Moraes, supostamente embriagados, trocaram sopapos em uma festa de aniversário, deu um Kagi-zuki – (soco em gancho), no peito dos dois brigões.

    “Eu não bebo e não vou causar vexame em nenhuma festa senhoras e senhores, e não vou ser agredido por ninguém em nenhuma festa, tomando um soco, vou trabalhar sempre de forma digna pelo meu estado [...]”. 

    A frase foi uma indireta para acertar o 'baço', do senador Marcos Rogério (PL) mas acabou pegando no fígado de Léo Moraes, diretor do Detran, portanto membro do primeiro escalão de seu governo, o outro protagonista da vergonha do barraco ocorrido na festa federal. 

    Para a imprensa que acompanha o governador, sabe que ele não é afeito a esse tipo de comentário, mas entendeu que o recado é para Marcos Rogério ficar esperto com seu eleitorado e, a Léo Moraes, para se comportar melhor dentro e fora do cargo.

    Sobre o episódio, nem Moraes soltou nota se justificando sobre seu ingresso como novo membro do pugilato federal e nem muito menos o governo para explicar o comportamento de um nome importante na esfera do poder estadual. Mas, um assessor que pediu sigilo ao Rondonoticias, disse que Léo está andando pianinho na frente do mandatário estadual, afim de não atiçar a ira dele.

    imagens - ALE e na montagem - rondoniadinamica


    Fale conosco