• Porto Velho

    domingo 19 de setembro de 2021

Sintero defende retorno das aulas presenciais após imunização completa

Outro ponto defendido pelo Sintero é o retorno condicionado ao aumento no índice de pessoas vacinadas no município.


Sintero

Publicada em: 29/07/2021 13:12:52 - Atualizado


PORTO VELHO, RO - O Sintero – Regional Norte reuniu-se no dia 21 de julho, com a Secretária Municipal da Educação de Porto Velho, Gláucia Lopes Negreiros, para tratar do retorno das aulas presencias na rede pública municipal. Durante a reunião, a secretária anunciou que a volta às aulas no município ocorrerá no dia 16 de agosto e o Sintero reforçou seu posicionamento contrário a ação até que todos os trabalhadores e trabalhadoras em Educação estejam vacinados com a aplicação da 2º dose da vacina ou dose única das vacinas, e com o respeito do período necessário para atingir o grau máximo de eficácia.

Outro ponto defendido pelo Sintero é o retorno condicionado ao aumento no índice de pessoas vacinadas no município. Atualmente, o Painel de Vacinação de Porto Velho indica que 61.191 pessoas receberam a 2º dose das vacinas contra a Covid-19 e 6.190 receberam a dose única. Considerando que Porto Velho possui 539.354 habitantes, de acordo com dados do IBGE, o percentual da população que garantiu a completa imunização é de cerca de 12%, sendo considerado um índice muito baixo ao recomendando para que o ambiente escolar seja considerado seguro para todos e todas.

O Sintero defendeu ainda que o retorno deve acontecer mediante adequações nas estruturas físicas das escolas para que seja garantida a ventilação, a disponibilização de álcool em espaços estratégicos, lavatórios para higienização das mãos, o distanciamento social respeitando a distância de 1,5 metros entre mesas e cadeiras, entre outras medidas indicadas no protocolo de biossegurança do Ministério da Educação (MEC), que foi elaborado a partir das orientações dos órgãos de saúde. O Sintero também manifestou sua preocupação diante da carência de profissionais responsáveis por manter constante a limpeza de todos os setores e superfícies das escolas, visto que mesmo antes do período de pandemia, as instituições de ensino já sofriam com o número insuficiente de profissionais para desempenharem essa função. Na oportunidade, o Sintero comentou sobre a necessidade da realização de inspeções nas escolas do município para que seja avaliado quais providências foram feitas pela Semed e se elas serão suficientes para impedir uma possível transmissão comunitária no ambiente educacional.

O Sintero questionou ainda sobre a situação do transporte escolar e se houve a realização das vistorias semestrais pelo Dentran, conforme determina a legislação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O sindicato solicitou mais informações sobre a avaliação, visto que a frota deve conter as especificações legais para transitar com os estudantes, garantindo os equipamentos de segurança tradicionais e sanitários que assegurem inclusive a ventilação no interior dos veículos.

Apesar das observações e pontos defendidos pelo Sintero, a Secretaria Municipal de Educação manteve seu posicionamento pelo retorno presencial no dia 16 de agosto e tem convocado a categoria a participar da atividade de acolhimento nas escolas.

Diante disso, o Sintero informa que na próxima semana realizará assembleia virtual com os trabalhadores/as do município para ouvir a categoria e para que seja definido em conjunto quais serão as deliberações diante do assunto.

“Apesar de pontuarmos uma série de situações indispensáveis para que o retorno presencial aconteça de forma segura e não apresente riscos para a comunidade escolar, não fomos atendidos. Por isso, convocamos a categoria para que participe da nossa assembleia virtual e defina quais estratégias adotaremos diante desta situação”, disse a presidenta do Sintero, Lionilda Simão.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br