• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 20 de abril de 2024

Poder Judiciário e prefeitura se unem em prol do projeto Família Acolhedora

A reunião ocorreu na última sexta-feira, 16 de fevereiro.


Redação

Publicada em: 20/02/2024 17:09:21 - Atualizado

Foto: Divulgação

RONDÔNIA: Uma reunião para traçar caminhos para ampliar o projeto Família Acolhedora, a fim de beneficiar crianças e adolescentes que estão afastados do convívio familiar, por meio de medida protetiva, foi realizada entre os juízes Flávio Melo e Marcelo Tramontini, do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) e o prefeito de Porto Velho, que também é presidente da Associação Rondoniense dos Municípios, Hildon Chaves. A reunião ocorreu na última sexta-feira, 16 de fevereiro.

Os juízes representaram o TJRO expondo os benefícios do projeto para a sociedade e, principalmente, para as crianças e adolescentes, que voltarão a ter um convívio familiar. “O acolhimento familiar temporário busca evitar sequelas afetivas e comportamentais que o acolhimento institucional pode acarretar na vida de crianças e adolescentes institucionalizados”, destacou o magistrado Flávio de Melo.

Na ocasião, o prefeito sinalizou que almeja levar o projeto para os 52 municípios do estado de Rondônia. “Precisamos reforçar a adesão do programa Família Acolhedora, não só no município de Porto Velho, mas também em outros municípios do estado de Rondônia. A Prefeitura de Porto Velho apoiará os municípios que, eventualmente, venham a participar deste projeto maravilhoso, desde a minuta da lei, capacitação, enfim. A capital abraçou esta causa por entender que é um projeto de grande impacto social para as nossas crianças”, afirmou Hildon Chaves.

Participaram da reunião o secretário da Secretaria Municipal de Assistência Social e Família (Semasf), Claudi Rocha; a secretária da Corregedoria-Geral da Justiça Aparecida Maria Fernandes; a secretária da Comissão Estadual Judiciária de Adoção, Laisse da Costa Aguiar; as servidoras do Núcleo psicossocial da Vara de Proteção da Infância e Juventude de Porto Velho, Sayonara de Oliveira Souza e Viviani Eberhadt Bertola Oertel.

Família Acolhedora

As famílias acolhedoras são selecionadas, preparadas e acompanhadas por uma equipe de profissionais para receber crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, até que possam retornar para sua família de origem ou, quando isso não é possível, ser encaminhadas para adoção. Ou seja, acolhimento familiar e adoção são situações distintas, inclusive no seu tempo de duração: o acolhimento é temporário, a adoção é definitiva. A família acolhedora tem a guarda provisória da criança ou adolescente que acolhe vinculada a sua participação no Serviço.

Para se candidatar como voluntário do projeto Família Acolhedora, veja os critérios abaixo.

-Ter acima de 21 anos de idade (sem restrição de sexo e estado civil);

- Ser morador de Porto Velho há no mínimo dois anos;

- Não apresentar pendências com a justiça e nem qualquer órgão de garantia de direitos;

- Participar dos cursos de capacitação e atender às orientações da equipe técnica que acompanha a família;

- Todos os membros da família devem estar de acordo.

A pré-inscrição pode ser feita neste link. A partir de então uma equipe técnica entrará em contato para esclarecer dúvidas através do telefone de contato: (69) 98473-6021 e e-mail: familiaacolhedorapvh@gmail.com


Fale conosco