• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 24 de fevereiro de 2024

Países aprovam, na COP 28, fundo para conter danos climáticos em países vulneráveis

Nações ricas do norte global vão contribuir para reparar prejuízos que não podem ser arcados por governos de locais menos desenvolvidos


R7

Publicada em: 30/11/2023 11:36:34 - Atualizado

MUNDIAL: A COP 28, que acontece em Dubai, aprovou, nesta quinta-feira (30), em seu primeiro dia, um fundo climático para financiar ações de correção das perdas e danos dos países vulneráveis, uma medida positiva que pretende reduzir as tensões entre Norte e Sul.

A decisão histórica, aplaudida pelos delegados dos quase 200 países participantes na reunião, concretiza o principal resultado da COP 27, realizada no ano passado no Egito, onde foi aprovado o princípio da criação do fundo, mas sem definir seus detalhes.

"Felicito as partes por esta decisão histórica. É um sinal positivo para o mundo e para o nosso trabalho", declarou o emiradense Sultan Al Jaber, presidente da COP 28, que começou nesta quinta-feira e terminará em 12 de dezembro.

Depois de uma longa luta, os países do Norte e do Sul chegaram a um frágil compromisso no dia 4 de novembro, em Abu Dhabi, sobre as regras de funcionamento desse fundo, cujo lançamento efetivo está previsto para 2024.

A adoção do texto logo na abertura da COP elimina o receio de que esse compromisso seja questionado, o que teria prejudicado o resto das negociações sobre a redução das emissões de gases de efeito estufa, que provocam o aquecimento global.

Madeleine Diouf Sarr, presidente do grupo de países menos desenvolvidos, que representa 46 das nações mais pobres, saudou uma decisão que tem "enorme significado para a justiça climática".



Fale conosco