• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 24 de fevereiro de 2024

Guerra entre Venezuela e Guiana poderia resvalar no Brasil e governo Lula está muito preocupado

Aviso foi feito durante viagem do assessor, antes da realização do referendo sobre a anexação de parte do território do país vizinho à Venezuela


CNN

Publicada em: 04/12/2023 16:19:38 - Atualizado

MUNDO: O assessor especial da Presidência, Celso Amorim, disse ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que a situação com a Guiana pode sair de controle, e que o Brasil não quer a presença de tropas estrangeiras na Amazônia.

O alerta foi feito durante a viagem de Amorim a Caracas antes da realização do referendo sobre a anexação de parte do território da Guiana, que aconteceu domingo (3) e que teria sido vencido com 95% dos votos, conforme o regime venezuelano.

Na viagem, Maduro garantiu a Amorim que não haveria guerra, mas a retórica e as declarações públicas das autoridades venezuelanas seguem preocupando o Brasil.

Amorim, então, alertou Maduro que a situação pode sair rapidamente de controle e que o Brasil não quer uma guerra na região.

Para o Brasil, a Amazônia é uma área sensível e outros países poderiam se envolver no conflito em defesa da Guiana como, por exemplo, os Estados Unidos. Além disso, ainda teria o custo em vidas dos dois lados e existiria o risco de resvalar em território brasileiro.



Fale conosco