• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, domingo 23 de junho de 2024

Argentina tem mais de 700 voos cancelados em segunda greve geral contra presidente Milei

Pelo menos 31 voos entre o Brasil e a Argentina foram cancelados


CNN

Publicada em: 09/05/2024 16:35:33 - Atualizado

MUNDO: Mais de 700 voos que partiriam ou chegariam a aeroportos argentinos nesta quinta-feira (9) foram cancelados, devido à segunda greve geral promovida por sindicalistas argentinos em cinco meses do governo de Javier Milei.

Devido à adesão de pilotos e trabalhadores aeronáuticos à greve, somente no Aeroporto Internacional Ministro Pistarini, em Ezeiza, e no Aeroparque Jorge Newberry, em Buenos Aires, quase 400 voos foram cancelados e 55 mil passageiros afetados, segundo a administradora Aeropuertos Argentina 2000.

Pelo menos 31 voos entre o Brasil e a Argentina que seriam realizados nesta quinta-feira (9) foram cancelados. A Gol informou o cancelamento de todos os seus voos de ou para os aeroportos de Buenos Aires, Córdoba, Mendoza e Rosário. Pelo menos oito voos da empresa entre o Brasil e a Argentina foram cancelados.

Segundo a Gol, para atender clientes afetados, foram criadas operações extras para esta sexta-feira (10). Clientes com passagem para os voos cancelados poderão realizar alteração sem custos ou solicitar o reembolso integral do valor da passagem, segundo a companhia.

O grupo Latam também informou o cancelamento de toda a sua operação de e para aeroportos argentinos. Pelo menos dez voos da empresa entre o Brasil e a Argentina foram cancelados.

A empresa afirma que está oferecendo alternativas para os passageiros afetados. Mudanças nas passagens podem ser feitas sem custos para até 7 dias depois da data original e reembolsos podem ser efetuados para todos os bilhetes não utilizados.

Já a Aerolíneas Argentinas cancelou 191 voos nacionais e internacionais. Pelo menos 10 cancelamentos são de voos que partiriam ou chegariam do Brasil.

Segundo a companhia estatal, a medida afeta cerca de 24 mil passageiros, sendo 3 mil de voos internacionais, gerando um custo de US$2 milhões. A empresa informa que não terá atendimento presencial de funcionários da Aerolíneas Argentinas nem nos aeroportos nem em suas sucursais por causa da greve.

A Jet Smart também cancelou todos os seus voos domésticos e internacionais, entre eles os previstos de e para o Brasil. As alterações de passagem poderão ser realizadas sem custo, de acordo com disponibilidade. Clientes também podem solicitar a devolução do valor da passagem.

A Flybondi, por sua vez, informou que transferiu suas operações do Aeroparque Jorge Newbery para o Aeroporto Internacional de Ezeiza, onde tem serviço próprio de rampa, e conseguirá manter seus voos previstos para esta quinta com o Rio de Janeiro e São Paulo.




Fale conosco