• Porto Velho

    quinta-feira 2 de dezembro de 2021

Morte de Maradona completa um ano em meio a homenagens e saudade dos fãs

Em Nápoles, na Itália, seus admiradores se reuniram no Estádio Diego Armando Maradona, anteriormente denominado San Paolo, para a inauguração de uma estátua do campeão mundial..


G1

Publicada em: 25/11/2021 17:59:43 - Atualizado

NAPOLES - Os fã de Diego Maradona fizeram homenagens ao craque argentino nesta quinta-feira (25) no aniversário de um ano de sua morte, em meio a disputas legais sobre como o astro morreu e acusações a respeito de um relacionamentos passado que ameaçam manchar seu legado.

Em Nápoles, na Itália, seus admiradores se reuniram em frente ao Estádio Diego Armando Maradona, anteriormente denominado San Paolo, para a inauguração de uma estátua do campeão mundial. Considerado amplamente um dos maiores jogadores de todos os tempos, Maradona é visto como um deus na cidade.

Cantando "só existe um Maradona", os torcedores acenderam tochas e velas ao lado do novo monumento a essa lenda do futebol

O campeão mundial argentino, conhecido como "Pelusa", pela cabeleira esvoaçante que portou por boa parte de sua carreira, ou "D10S" -- uma brincadeira com a palavra para "Deus" em espanhol e sua famosa camisa 10 -- morreu em 25 de novembro de 2020, aos 60 anos, devido a uma parada cardíaca.

Nascido em um bairro pobre nos subúrbios de Buenos Aires, Maradona se tornou um ícone para muitas pessoas na Argentina e em todo o mundo. Ele foi considerado um herói em Napóles, na Itália, onde ajudou a levar um time relativamente pequeno à glória nacional e europeia.

Polêmicas
A vida pessoal de Maradona foi polêmica, marcada por excessos com drogas e álcool, vários filhos e amizades com líderes políticos autoritários, incluindo Hugo Chávez na Venezuela e Fidel Castro em Cuba.

Nesta semana, uma cubana que teve um caso com Maradona duas décadas atrás, quando ela tinha 16 anos e ele cerca de 40, acusou o astro de "roubar sua infância" e de estuprá-la em uma ocasião.

"Não posso justificar o que ele fez em muitas áreas de sua vida", disse Alejandro Sterli, um instrutor de tiro de 61 anos. "É por isso que tento separar o jogador do ser humano."

O Napoli, clube que ele levou à vitória do Campeonato Italiano em 1987 e 1990, disputará três jogos em novembro vestindo camisetas com imagens em preto e branco de um Maradona jovem. Dois de seus outros clubes, Barcelona e Boca Juniors, competirão em uma "Copa Maradona".

Foto emblemática no dia da morte de Maradona, ano passado, quando o Estádio 'La Bombonera', manteve acessa as luzes em sua "tribuna", em homenagem ao craque, aonde o argentino costumava torcer fervorosamente para o time do Boca Juniors, que foi jogador e torcedor fanático declarado. 


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br