• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, domingo 23 de junho de 2024

PCRO prende suspeitos em operação envolvendo crimes de abuso e homicídio

A ação resultou na prisão de dois suspeitos e na apreensão de um veículo...


Assessoria PCRO

Publicada em: 23/05/2024 17:52:08 - Atualizado

Foto: PC/RO

CANDEIAS DO JAMARI, RO: Nesta quarta-feira (22), a Polícia Civil de Rondônia, por meio da Delegacia de Polícia de Candeias do Jamari, deflagrou a operação "Nova Realidade". A ação resultou na prisão de dois suspeitos e na apreensão de um veículo utilizado em um homicídio, além do cumprimento de cinco mandados de prisão e seis de busca e apreensão.

Tudo começou com uma investigação em março deste ano, quando dois irmãos foram acusados de estupro de vulnerável. As vítimas eram duas crianças, de 9 e 10 anos, sobrinhas dos suspeitos. A ocorrência chegou até o delegado em Candeias do Jamari, que, durante as investigações, descobriu mais informações, incluindo um homicídio ocorrido no final do ano passado durante uma festa da família dos suspeitos.

De acordo com as investigações, na referida festa ocorreu uma discussão entre a vítima, Paulino Cardoso da Luz, e sua sogra, considerada a "matriarca" da família. Durante o conflito, os filhos da matriarca intervieram, e um deles desferiu um golpe de facão que atingiu a mãe, que tentava defender o genro. Ela foi levada ao posto de saúde de Candeias do Jamari, onde foi medicada e liberada. O genro, porém, desapareceu.

A linha de investigação conduziu a policia até o distrito de Realidade, no município de Humaitá, Amazonas, onde a vítima morava com a esposa. Lá, descobriu-se que a esposa da vítima, também presente na festa, estava vendendo o sítio do casal por um valor bem abaixo do mercado. A venda repentina e o preço baixo levantaram suspeitas entre os moradores, que respeitavam a vítima.

Com as investigações e intensificado as buscas e, dias depois, uma ossada humana foi encontrada na linha 651 do município. Após reunir vários elementos e depoimentos, a justiça autorizou a deflagração da operação "Nova Realidade". Dois suspeitos foram detidos, e o veículo onde a vítima foi colocada viva no porta-malas e levada ao local do crime foi apreendido. Agora, resta a identificação da ossada através de exames criminalísticos. As investigações continuarão por mais trinta dias, segundo a autoridade policial.


Fale conosco