• Porto Velho

    sexta-feira 30 de julho de 2021

Polícia Civil reconstitui morte de menina de 13 anos em Porto Velho

Suspeito do crime, Kelson Lobato Moraes, foi levado pela polícia até o residencial de Porto Velho para participar da reconstituição.


G1RO

Publicada em: 22/07/2021 12:00:49 - Atualizado

PORTO VELHO-RO: A Polícia Civil faz, nesta quinta-feira (22), a reprodução simulada do caso Emanuele Cristine Gomes França, a menina de 13 anos morta com tiro à queima-roupa no residencial Orgulho do Madeira em Porto Velho.

O suspeito do crime, Kelson Lobato Moraes, de 19 anos, foi levado pela polícia até o residencial para participar da reconstituição.

Na ocasião, o jovem confessou o crime e disse que na noite do assassinato ele foi entregar a arma para Emanuele (depois de sair com comparsas para praticar assaltos).

Segundo Kelson, a menina de 13 anos iria guardar o revólver para ele, mas neste momento a arma teria disparado acidentalmente e atingiu a vítima.

Ainda na reconstituição, o suspeito mostrou como segurou a arma para entregar à menina e afirmou que aceitou participar da reconstituição para apresentar a versão dele.

Ao G1, a delegada Leisaloma carvalho contou que, pela dinâmica da reprodução, Kelson realmente atirou na vítima.

"Pelo o que ele demonstrou aqui na simulação, ele realmente tinha atirado, estava com o dedo no gatilho. Disse que foi de forma acidental. É claro que a gente está fazendo toda a reprodução de que forma que se esse tiro foi acidental e se tem coerência o que ele fala com a perícia técnica", disse.

Ainda segundo Leisaloma, a reprodução também está sendo feita com base em vários depoimentos.

"Temos as versões das testemunhas apresentadas. Estamos aqui reproduzindo a dinâmica do crime conforme cada pessoa falou, em especial o infrator, que confessou o crime. No entanto, ele alega que naquele dia que essa arma usada no crime havia sido usado em um assalto, que deveria ter ocorrido e não deu certo. Ele disse que já havia guardado a arma de fogo na residência dos familiares da vítima", contou.

Prisão

Kelson Lobato Moraes foi preso no último dia 1° de julho, após ficar foragido desde 26 de maio (dia em que ocorreu o homicídio no Orgulho do Madeira.

O suspeito foi localizado na Rua Miguel Calmon, bairro Cohab, na zona Sul.

Kelson nasceu em 2002, em Guajará, e é conhecido por algumas pessoas como 'Bolívia' e 'Playboy'.

Crime no Orgulho do Madeira

Na noite de 26 de maio, a adolescente Emanuele Cristine Gomes França, de 13 anos, foi morta com com um tiro de arma de fogo no Orgulho do Madeira. As investigações da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV - Homicídios) apontam que Emanuele foi morta com um tiro à queima-roupa.

À época, segundo a polícia, Kelson tinha uma relação amorosa com uma irmã da vítima e, na noite do crime (em 26 de maio), o suspeito foi visto portando uma arma de fogo dentro do apartamento onde Emanuele morava.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br