• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, terça-feira 23 de julho de 2024

Técnicos da Fiocruz já consideram febre Oropouche como epidemia em Rondônia

O vírus é transmitido através da picada do mosquito popularmente conhecido na Amazônia como “mucuim”...


Redação

Publicada em: 08/06/2024 09:15:17 - Atualizado

Foto: Divulgação

RONDÔNIA: Com mais de 1,7 mil casos registrados registro em Rondônia, a febre Oroupoche já é considerada pela Fiocruz como uma “epidemia” no Estado.

O vírus é transmitido através da picada do mosquito popularmente conhecido na Amazônia como “mucuim”, ou cientificamente denominado “meruim”, que é quase imperceptível aos olhos e bastante comum na Amazônia, principalmente em margens de rios.

Apenas neste ano foram 6.637 casos confirmados pelo Ministério da Saúde apontando o Amazonas com 3.564 notificações, seguido pelo estado de Rondônia, com 1.748 casos da doença.

Desde 2022 a Fiocruz em Rondônia vem monitorando esse vírus que chegou em seu pico agora em 2024, fato que acende o alerta para os rondonienses se prevenirem com mosquiteiros, repelentes, entre outras formas de evitar a picada do mosquito.

Os sintomas da febre Orupouche são parecidos a dengue com náuseas e dor de cabeça, sendo necessário buscar socorro médico.


Fale conosco