• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, quinta-feira 22 de fevereiro de 2024

Transparência internacional critica STF por diminuir combate à corrupção


Por Sérgio Pires

08/02/2024 10:46:32 - Atualizado

TRANSPARÊNCIA INTERNACIONAL CRÍTICA O STF POR DIMINUIR COMBATE À CORRUPÇÃO E AGORA E INVESTIGADA A MANDO DO STF

Centenas e centenas de ONGs nacionais e internacionais atuam na Amazônia, recebendo polpudas somas em dinheiro (inclusive do Brasil), mas não importa o que façam, nem os interesses que defendam, continuam trabalhando normalmente. Algumas fazem sim alguma coisa pelos amazônidas, mas a imensa maioria defende apenas a busca dos nossos minérios, a manutenção da escravatura ideológico para os índios e a linguagem de que nossa floresta não e nossa, é do mundo.

Ninguém as importuna. Mas uma outra ONG, fundada em 1993, com sede em Berlim e espalhada pelo mundo todo, aqui no Brasil está sob suspeita, até porque ousou denunciar a volta da corrupção no país e fazer críticas duras e contundentes contra medidas tomadas pelo STF, por decisões que, segundo ela, dificultam o combate aos crimes de desvio de dinheiro público.

Agora, a Transparência Internacional, que denuncia a corrupção, está na alça de mira da Justiça e dos órgãos de controle do Brasil, sob suspeita de...corrupção. Isso mesmo! O ministro Dias Toffoli mandou investigar a atuação da Transparência Internacional, por gerir mais de 2 bilhões e 300 milhões de reais de acordos de leniência entre o Ministério Público Federal e a J &F dos famosos Irmãos Batista (hoje livres, leves, soltos e cada vez mais milionários).

A organização não teria cumprido uma das cláusulas do contrato que a autorizou a usar o dinheiro para programas sociais. Claro que até há pouco, antes da Transparência se meter a fazer críticas ao governo brasileiro e ao STF (ela se acentuaram em 2022), não havia qualquer problema com o trabalho que realizava e com seus relatórios, alguns bastante duros, em relação aos corruptos do nosso país.

Não está fácil fazer alguma crítica nessa Terra descoberta por Cabral. Qualquer discordância mais acintosa com os poderosos ministros, pode parecer ofensa pessoal e tentativa de destruir as instituições.

Não se pode falar muito na parceria política entre o tribunal superior e o Executivo, porque quem o disser, pode se dar mal. A liberdade de opinião e o pensamento crítico, parece, só valem para um lado do Brasil. O outro, caso se pronuncie, corre riscos.

A Transparência Internacional, que atua em vários países do mundo, que o diga. Vai agora dar explicações sobre corrupção, mas com ela como suspeita.

Nosso país está mesmo vivendo tempos difíceis!

AÇÃO CONTRA O GOVERNADOR: ADVOGADO DIZ QUE HÁ “NORMALIDADE PROCESSUAL” NA DECISÃO DO MP ELEITORAL EM RECORRER AO TSE

Com respeito e com tranquilidade. Foi assim que o advogado, Nelson Canedo, que representa o governador Marcos Rocha e o v, Sérgio Gonçalves, resumiu sua posição sobre a decisão do novo procurador do TR E rondoniense, Leonardo Trevizani Caberlon, de recorrer da absolvição da dupla de governantes, absolvidos por ampla maioria no Tribunal rondoniense e enviar o processo ao TSE. “O recurso é uma garantia constitucional. É legítimo qualquer pessoa que teve sua pretensão frustrada pelo Poder Judiciário recorrer da decisão. Logo, na hipótese, não há nada de extraordinário no recurso proposto pelo partido derrotado nas urnas. Foi uma atitude normal e esperada processualmente. Da mesma forma em relação ao recurso do Ministério Público. Não é contraditório seu posicionamento, apesar de num primeiro momento pedir a absolvição e, logo após a condenação, pois seus membros possuem autonomia e independência entre si”. A posição foi dada por Canedo, ao analisar o recurso, que agora vai para um tribunal superior. O assunto apareceu na mídia como algo bombástico, mas, segundo o advogado, tudo o que está ocorrendo, o é dentro do que ele chama de “normalidade processual”. Pelos lados do Palácio Rio Madeira/CPA o governador Marcos Rocha já avisou que não vai comentar o assunto.

AUMENTO DO ICMS CAUSA REAJUSTE NOS PREÇOS DA GASOLINA, ÓLEO DIESEL E GÁS DE COZINHA EM RONDÔNIA

Gasolina, em média 15 centavos mais cara. `Óleo diesel, mais 12 centavos. Gás de cozinha: em média, 2 reais e 5 centavos por botija de 13 quilos. Os novos preços já estão sendo praticados no comércio rondoniense, embora possa haver diferença. O valor não é fixo, porque cada posto tem seus custos e calcula o preço final através deles. E ainda pá diferenças dependendo de qual fornecedor o produto é comprado. Tudo isso aconteceu por decisão do Conselho Nacional de Política Fazendária, que reajustou a alíquota do ICMS de 1 real e 24 centavos para 1 real e 37 centavos. Para o consumidor final, a gasolina já está custando não menos do que15 centavos a mais no litro e o óleo diesel 12 centavos. Há alguns dias, comprava-se gasolina em Porto Velho numa média de 6 reais e 39 centavos, mas agora o preço médio foi para 6,55 reais. O diesel está custando 12 centavos a mais por litro e o gás de 16 centavos a mais por quilo. Ou seja, o preço médio de uma botija de 13 quilos passou para próximo a 115 reais. Eduardo Valente, porta voz do Sindicato que reúne os donos de postos de combustíveis no Estado, diz que a variação de preços ao consumidor é causada por uma série de fatores, entre eles a os preços da refinaria que vende o produto, a adição de biocombustíveis, a transportadora e vários outros custos. Os preços em Rondônia são livres de controle.

DEPOIS DE LONGOS ANOS PERDIDOS, FINALMENTE VAI COMEÇAR UMA FISCALIZAÇÃO À ALTURA DO NOSSO PERIGOSO TRÂNSITO

Há mais de duas décadas, quando Carlinhos Camurça era prefeito de Porto Velho (entre 1998 e 2004) ele tentou implantar um sistema de fiscalização do trânsito, com lombadas eletrônicas – principalmente perto de escolas - e multas pesadas para os motoristas irresponsáveis. Quando as multas começaram a chegar, aconteceu uma verdadeira mobilização, inclusive com abertura de processos na Justiça, para acabar com os olhares eletrônicos, que pegavam dezenas de motoristas praticando as maiores barbaridades nas ruas, incluindo alta velocidade na frente das escolas, onde entravam e saiam nossas crianças. Uma série de irregularidades e ilegalidades foram denunciadas, nenhuma delas comprovadas, mas a verdade é que o sistema pereceu, foi defenestrado e as ruas da cidade ficaram à mercê dos irresponsáveis durante bem mais de 20 anos. Agora, na atual administração, se está começando novamente uma tentativa de organizar nosso trânsito caótico, com uma multidão de motoristas de carros e condutores de motos totalmente irresponsáveis, porque perdemos pelo menos meia geração de novos motoristas, desacostumados a cumprir regras básicas do trânsito. Pode ser que tenhamos aprendido a lição e que agora, com controle de velocidade, lombadas em vários pontos e multas pesadíssimas, possamos ao menos diminuir o número de acidentes de feridos e mortos no trânsito. Tivéssemos apoiado Carlinhos Camurça no seu projeto, não teríamos perdido tanto tempo para decidir que a vida humana está acima de tudo, pelas ruas tempestuosas dessa grande cidade.

PARCERIA MOSQUINI/JARU: DEPUTADO JÁ LIBEROU MAIS DE 207 MILHÕES PARA OBRAS SÓ PARA A CIDADE QUE O LANÇOU PARA A POLÍTICA

Não há, certamente, em proporção ao tamanho e ao orçamento do município, um parlamentar que tenha conseguido mais recursos federais para a cidade que o projetou para a política do que o fez o deputado federal Lúcio Mosquini em relação a Jaru. Não há praticamente nenhum setor que melhorou para atender a comunidade, que não tenha algum tipo de recurso conseguido por Mosquini, incluindo obras importantes na BR 364; a duplicação da ponte sobre o rio Jaru, ao custo de mais de 25 milhões de reais até múltiplos recursos para saúde, educação, obras urbanas. Nesta semana, Mosquini informou ao prefeito João Gonçalves, que está em seu segundo mandato e teve apoio do deputado desde seu primeiro dia de administração, mais 16 milhões e 500 mil reais para pavimentação e obras de infraestrutura em 53 ruas do município. Somando-se todo o dinheiro conseguido através do seu mandato, ele conseguiu liberar algo em torno de 207 milhões de reais. Claro que há outros exemplos de parlamentares que destinaram muito dinheiro para suas bases, em todas as regiões do Estado, mas proporcionalmente, não há dúvida que a parceria Mosquini/Jaru é uma das maiores, em termos de emendas liberadas e aplicadas, em toda a história do nosso Estado. E isso que Mosquini ainda tem praticamente três anos de mandato. Já o de João Gonçalves termina em 31 de dezembro próximo.

INÉDITO! DETRAN TERÁ SERVIÇO DE LEVAR BÊBADOS E OS CARROS DELES PARA CASA, DURANTE O CARNAVAL

O ex-deputado Leo Moraes decididamente não quer permitir que o seu mandato como diretor geral do Detran seja o mesmo do mesmo. Desde o dia em que assumiu o comando do órgão, ele vem implantando inovações, criando medidas de apoio à população e diminuindo taxas e tributos abusivos, que o órgão cobrou do rondoniense durante décadas. Com o aval do seu chefe maior, o governador Marcos Rocha, de quem foi adversário político e hoje forte aliado, Léo se adapta às situações e é também um marqueteiro criativo. Para o carnaval em Porto Velho, o Detran rondoniense, por iniciativa do seu diretor, está criando um sérvio especial de “proteção aos bêbados!”. Claro que a linguagem oficial não é esta, mas na prática, o é. Através de um serviço especial, o órgão, se chamado, vai buscar alguém que passou dos limites na bebida e não pode dirigir, o levando até sua casa. Mais que isso, outro membro da equipe levará o carro do exagerado até a residência. Tal serviço de apoio já existe em várias outras cidades brasileiras, mas é inédito em terras rondonienses. A campanha “Se beber não dirija. O Detran vai te ajudar a voltar para casa!”, o sistema chamado “Disque Vida” vai estar presente em vários pontos da cidade e atender a todos os que o convocar. Para quem já sabe que estará muito além de Marrakesh neste carnaval, anote aí o telefone do socorro: 69. 99243 2888.

IEDA CHAVES LIDERA CAMPANHA DE RESPEITO E PROTECÃO ÀS MULHERES DURANTE A FESTA DO NOSSO CARNAVAL

A deputada estadual Ieda Chaves, cujo mandato tem sido um dos destaques na atual legislatura da Assembleia Legislativa, tem não só liderado ou participado de vários programas sociais, como também tem se tornado uma voz ativa em defesa dos direitos das mulheres. Nesta semana de carnaval, ela abriu mais uma frente de atuação, lançando uma campanha de respeito e de proteção às mulheres. “Folia sim, assédio não!” é a proposta da deputada para sensibilizar a sociedade rondoniense para garantir um ambiente que seja ao mesmo tempo divertido e seguro para elas. A campanha reforça a importância do respeito e do consentimento, buscando a proteção contra a violência de gênero, o combate ao assédio e à importunação sexual no período carnavalesco. Ieda enfatizou que “o assédio sexual é crime e não deve ser tolerado em nenhuma situação”. No Brasil, muitas mulheres já tiveram o corpo tocado sem consentimento em locais públicos. Por conta disso, de acordo com os dados do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, o índice de violência sexual contra o público feminino aumenta cerca de 20 por cento nessa época do ano. Ieda Chaves lembrou que a campanha "Folia sim, assédio não" é um compromisso e recomenda que as vítimas façam a denúncia em caso de abusos, visando a construção de um carnaval mais justo e igualitário. Os contatos são: Polícia Militar (190) e Central de Atendimento à Mulher (180).

UM HOMEM SANTO OU UM PEDÓFILO? PADRE LANCELLOTI EM MEIO A MAIS UMA GUERRA IDEOLÓGICA NO BRASIL

Mais um personagem brasileiro está no centro do furacão dos ataques e contra ataques entre direita e esquerda. Para os esquerdistas, o padre Julio Lancelloti é um santo homem, que defende os pobres, os esquecidos, os que vivem embaixo de viadutos, os esquecidos. Para os direitistas, ele é, na verdade, um pedófilo, acusado de vários crimes que, escondendo-se sob a batina, continua praticando graves delitos contra crianças e jovens, como os teria cometido a vida toda. Lancelloti, amigo pessoal do presidente Lula, a quem faz campanha desde que Lula começou na vida pública, tem bate-bocas públicos com gente da direita e nega qualquer crime de pedofilia. Contudo, há um vídeo que circula pelo país, já assistido por milhões de pessoas, em que o padre aparece em gestos obscenos com um jovem. O pessoal da esquerda diz que o vídeo é falso. Os da direita apresentam laudos oficiais de que ele é verdadeiro e não uma montagem. Lancelloti já foi investigado considerado inocente. Agora, a Arquidiocese de São Paulo está abrindo nova investigação, sob alegação de que haveria mais um fato de abuso sexual denunciado. Não se sabe se quem vencerá a questão será a esquerda ou a direita. Quem perdeu, a gente já sabe: a Verdade!

PERGUNTINHAS

Na sua opinião, o carnaval deste ano será mais alegre ou menos do que no ano passado? Sua Quarta-Feira de Cinzas será para rir ou para chorar?



Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.