• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 15 de junho de 2024

Para o governo Lula, aposentado não come, não adoece, nem tem conta para pagar


Por Valdemir Caldas

21/05/2024 10:57:38 - Atualizado

Se depender dos burocratas da administração Lula, os servidores federais aposentados vão encerrar 2024 sem reajuste salarial. Covardemente, o governo vem negociando individualmente com cada categoria, priorizando, evidentemente, aquelas que têm mais poder de mobilização e influência política. Em alguns casos, conta, também, o fato de a entidade sindical ser afinada com o Palácio do Planalto. Como, para esse governo, aposentado e nada é a mesma coisa, nossos velhinhos e velhinhas vão amargar mais um ano sem aumento de salário.

E qual é a justificativa do governo para negar aumento aos aposentados? A resposta, por demais óbvia, parece-me supérflua. Mesmo assim, ei-la: “Não temos dinheiro”. Não tem dinheiro para reajustar o salário dos velhinhos e das velhinhas, mas tem para pagar um batalhão de cabos eleitorais, encastelados nos mais diferentes postos de mando da administração pública. Em troca do quê? Interesse público? Deixa de ser bobo, idiota! O que menos importa a essa gente é o bem-estar da população.

Recentemente, Fernando Lira apareceu num desses eventos oficiais fazendo juras de amor a Lula, assim como fazia com Bolsonaro. Só um néscio para achar que Lira é capaz de colocar os interesses da Nação acima de seus privilégios. Acorda, Zé Ruela! O que Lira quer do governo petista é abocanhar cargos relevantes com bastante verba em troca de apoio.

Em tudo isso, o que fica evidente é a total falta de respeito para com os aposentados. Para o governo Lula, aposentado não come, não adoece, nem tem conta para pagar, portanto, não precisa de aumento salarial, mas os bajuladores oficiais, sim, precisam manter o estilo de vida refinado, andar em carrões, comer em restaurantes caros e dormir em hotéis cinco estrelas. Tudo, é claro, as custas do dinheiro do povo.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.