• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, quinta-feira 22 de fevereiro de 2024

Bastante abalado, pai da família morta em chacina em Sorriso não consegue entrar na casa

Principal suspeito de ter cometido o crime, Gilberto dos Anjos é reincidente em abuso sexual; ele está preso em Cuiabá


R7

Publicada em: 05/12/2023 17:40:19 - Atualizado

BRASIL: Sobrinha de Cleci e prima de Miliane, Manuela e Melissa, mãe e filhas estupradas e mortas em Sorriso (MT), Tauany Micheli afirmou que a morte da família ocorreu porque a "Justiça não agiu", tendo em vista que o principal suspeito é reincidente em abuso sexual e era procurado por outros crimes.

Em entrevista ao podcast Crimes S/A, Tauany disse: "A minha família morreu porque a Justiça não o prendeu quando tinha que prender. Ele deveria estar na cadeia há muito tempo".

O suspeito, Gilberto dos Anjos, de 32 anos, era pedreiro e trabalhava na obra ao lado da residência da família. Ele já tinha dois mandados de prisão expedidos por crimes de estupro e latrocínio. Atualmente, está preso na penitenciária Central do Estado, em Cuiabá.

Tauany relembrou o momento em que soube da notícia do crime. Ela estava trabalhando quando sua mãe, desesperada, contou que uma tia havia ligado e falado que algo ruim tinha acontecido na casa da família.

"Eu falei que não devia ser nada. Quando eu virei a esquina, vi o Corpo de Bombeiros e a polícia. Já fiquei muito preocupada, achei que alguma delas havia sofrido algum acidente. Quando eu cheguei perto, vi que minha tia estava muito desesperada, e foi aí que eu pensei que tinha acontecido algo muito sério. Que alguma das meninas podia ter morrido", disse.

"Quando eu fui falar com a minha tia, ela disse que alguém tinha entrado na casa e matado todas elas”, relatou.

Casa trancada


A sobrinha contou que, após o crime, a família combinou de não entrar mais na casa. Outras pessoas foram até o local para tirar os pertences pessoais.

Desde que o marido de Cleci e pai das meninas voltou à cidade, ele também não entrou na casa. “Ele está bem abalado, triste, e a gente está tentando dar o conforto para ele, tentando organizar as coisas, ajudando a organizar tudo”, falou Tuany.

O caso

Mãe e filhas foram estupradas e assassinadas, na madrugada do sábado, 25 de novembro, dentro da própria residência, em Sorriso, em Mato Grosso. O pedreiro da obra do imóvel ao lado confessou o crime e contou à polícia a dinâmica dos acontecimentos.

Gilberto dos Anjos, de 32 anos, afirmou ter entrado pela janela do banheiro, na noite da sexta-feira, 24 de novembro, para roubar a casa, sob efeito de drogas.

A mãe, Cleci Cardoso, de 46 anos, e as meninas Miliane, de 19, e Manuela, de 13, foram estupradas antes de morrer, enquanto agonizavam. A caçula, Melissa, de 10 anos, foi asfixiada.

O marido de Cleci e pai das três meninas é caminhoneiro e estava viajando.


Fale conosco