• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, quinta-feira 22 de fevereiro de 2024

Quem é o “Professor”, líder de facção que comprava armas da Europa para o Rio de Janeiro

PF identifica líder do Comando Vermelho no Complexo do Alemão como responsável; agentes cumpriram busca e apreensão contra ele


cnn

Publicada em: 06/12/2023 10:46:06 - Atualizado

BRASIL: A Polícia Federal (PF) aponta o traficante Fhillip da Silva Gregório, de 36 anos, conhecido como “Professor”, como o responsável pelas compras de 43 mil armas e munições para a facção criminosa Comando Vermelho no Rio de Janeiro.

Segundo investigadores, o “Professor” fazia a negociação com o argentino Diego Hernan Dirísio, principal vendedor de armas da América do Sul, que está foragido. O armamento passava pela fronteira do Brasil com o Paraguai e era enviado ao Complexo do Alemão, onde “Professor” é líder do crime organizado.

Ali, aponta a PF, Gregório aumentava o poder bélico da maior facção do Rio de Janeiro para cometer crimes na cidade e preparar ataques contra rivais.

Agentes da PF cumpriram mandado de busca e apreensão em endereços ligados a ele. Outros integrantes do grupo também foram alvos.

As investigações da PF mostram que Professor é monitorado dentro do Complexo há mais de três anos. No interior das favelas, principalmente na Fazendinha, ele faz tratamentos médicos, como dentário e implante de cabelo. Fontes dizem que seria estratégia para não ser preso, caso saia da região.

Balanço da operação
Ao fim de terça-feira (5), a PF divulgou um balanço da operação Dakovo. Houve 14 prisões no Paraguai, 5 no Brasil, 38 mandados de busca e apreensão. A Justiça determinou o bloqueio de R$ 66 milhões em bens e valores dos investigados.


Fale conosco