• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, quarta-feira 12 de junho de 2024

PM suspeito de matar professora e dois filhos dela é preso no interior de São Paulo

PM é suspeito de invadir residência e matar vítimas por não aceitar o fim do relacionamento com a professora


TERR

Publicada em: 21/05/2024 11:21:53 - Atualizado

BRASIL: Um policial militar que atua no Corpo de Bombeiros foi preso suspeito de matar uma professora e seus dois filhos a tiros na casa da família, em Apiaí, no interior de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito é ex-companheiro da mulher.

O delegado à frente do caso, Valmir Oliveira Barbosa, informou que o suspeito foi preso preventivamente na madrugada desta terça-feira, 21, na cidade de Itapeva (SP). Ele se apresentou acompanhado dos seus advogados e se reservou no direito de não se manifestar sobre os fatos.

"Foi dado cumprimento no mandado de prisão expedido pelo Juízo da Comarca de Apiai no inquérito policial que apura os homicídios. Ele foi removido para o presídio Romão Gomes em São Paulo e deve aguardar julgamento preso", acrescentou a autoridade policial.

Relembre o caso
O crime ocorreu no último dia 16. Na ocasião, o suspeito invadiu a residência em que moravam Josilene Paula de Rosa, de 42 anos, e seus dois filhos, Arthur, de 12, e Gabriel, de 20, e atirou várias vezes contra os três.

“Depois do crime, ele fugiu, e o carro usado na fuga foi localizado nas proximidades da cidade de Guapiara”, esclareceu a autoridade. O suspeito teria batido e abandonado o veículo em uma rodovia próxima à cidade.

“Provavelmente, o crime ocorreu em razão dele não aceitar o fim do relacionamento”, disse o delegado. Barbosa confirmou que a arma utilizada no crime teria sido furtada da corporação.

Prefeitura lamentou
Josilene era professora na Escola Municipal Prof·ª Elisa dos Santos. Em nota nas redes sociais, a Prefeitura de Apiaí lamentou o ocorrido e afirmou que a morte dos três “abalou o coração da comunidade”.


Fale conosco