• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 15 de junho de 2024

Justiça mantém prisão preventiva de mulher suspeita de perseguir médico em MG

Kawara Welch foi presa no início do mês após ficar mais de um ano foragida; segundo as denúncias, ela seguia todos os passos da vítima


r7

Publicada em: 22/05/2024 11:32:28 - Atualizado


BRASIL: O Tribunal de Justiça de Minas Gerais manteve, nesta terça-feira (21), a prisão preventiva de Kawara Welch, suspeita de perseguir um médico por quatro anos em Ituiutaba, a 685 km de Belo Horizonte.

A defesa de Kawara pedia pela substituição da prisão preventiva por medidas cautelares diversas ou por prisão domiciliar em razão do estado de saúde da suspeita. No entanto, o juiz André Luiz Oliveira decidiu pela manutenção da prisão preventiva, uma vez que a suspeita praticou “reiterados descumprimentos de medidas protetivas”.

Além disso, o juiz também negou o pedido da defesa de restituição dos aparelhos celulares apreendidos, uma vez que “os delitos e os descumprimentos de medidas protetivas, em boa parte, se deram com o uso de celulares” e que “eventualmente, podem até requerer algum tipo de perícia”.


Fale conosco