RONDONOTICIAS sexta-feira, 14 de maio de 2021 - Criado em 11/10/2001

Mulher morre de covid-19 antes de conhecer a filha recém-nascida

Além da bebê, a advogada deixa o marido, Danilo de Castro Santana, e um filho de 9 anos com síndrome de Down.


g1

Publicada em: 03/05/2021 10:15:57 - Atualizado

A advogada Névele Menezes Lima Santana, de 37 anos, é mais uma vítima da covid-19. Morreu 17 dias depois de dar à luz uma menina em um parto de emergência em um hospital particular de Goiânia. Ela ficou, ao todo, 41 dias internada e não chegou a conhecer a filha.

Névele, que não tinha nenhuma doença preexistente, precisou ser internada no dia 20 de março, com febre e dificuldade de respirar . Ela estava com sete meses de gestação. Com o agravamento do quadro, os médicos optaram por fazer o parto de emergência para salvar a vida do bebê.

De acordo com o G1, até domingo, 2, a bebê continuava internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal para ganhar peso.

Além da bebê, a advogada deixa o marido, Danilo de Castro Santana, e um filho de 9 anos com síndrome de Down.

A irmã de Névele, Aline Lima, contou ao G1 que a família toda contraiu a covid-19. Os pais delas, no entanto, se recuperaram da doença. O pai também chegou a se ser internado na UTI. Já a mãe, que não foi hospitalizada, teve 40% dos pulmões comprometidos e hoje trata as sequelas causadas pelo vírus.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br