• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, quinta-feira 22 de fevereiro de 2024

Macaco-Barrigudo é resgatado de residência em Porto Velho após denúncia

A ação teve início após a proprietária informar sobre a presença do primata em sua residência, manifestando a intenção de fazer a entrega voluntária.


PMRO

Publicada em: 12/02/2024 15:01:06 - Atualizado

Fotos: Cabo PM Da Hora

PORTO VELHO, RO: A Polícia Militar Ambiental foi acionada por um residente de Porto Velho para realizar o resgate de um macaco-barrigudo que estava vivendo ilegalmente com uma família por vários anos, desde que foi encontrado ainda filhote. A ação teve início após a proprietária informar sobre a presença do primata em sua residência, manifestando a intenção de fazer a entrega voluntária.

A legislação estabelece que manter animais silvestres em cativeiro sem a devida autorização do órgão ambiental competente constitui crime, sujeito a penalidades conforme o artigo 32 da Lei 9.605/98, que trata de atos que colocam em risco a fauna. Mesmo com autorização, manter o animal amarrado é considerado crime.

A convivência de primatas em ambiente doméstico apresenta riscos, uma vez que esses animais desenvolvem comportamento agressivo após atingirem a puberdade. A convivência inadequada pode gerar situações perigosas tanto para o animal quanto para os humanos envolvidos.

A Polícia Militar Ambiental conduziu o resgate do macaco-barrigudo, encaminhando-o ao Centro de Triagem de Animais Silvestres – CETAS. Um alerta é emitido à população para denunciar práticas ilegais relacionadas à fauna e flora, contribuindo assim para a preservação do meio ambiente e o combate ao tráfico de animais.


Fale conosco