• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, terça-feira 23 de julho de 2024

O Dia na História - Compilação do Jornalista Lúcio Albuquerque


Lúcio Albuquerque

Publicada em: 12/06/2024 10:31:04 - Atualizado

1919 – Trabalhadores da Madeira-Mamoré iniciam uma greve reivindicando redução de trabalho para 8 horas/dia sem desconto em salários.

1938 – Relatório da empresa Madeira-Mamoré registra benefícios aos trabalhadores, incluindo escolas ao longo da ferrovia, abertas também a filhos de não funcionários.

1940 – O delegado Emídio Marques Feitoza, em nota, adverte: quem quer fazer festas, inclusive familiares, em casa, deve requerer a devida autorização legal.

1949 – Dirigentes da loja maçônica União e Perseverança entregam ao governo do Território um prédio para servir de escola, o colégio Samaritano, em Porto Velho.

1982 – Reunido em Ji-Paraná com a maioria dos candidatos do PDS, o governador Jorge Teixeira fez duras cobranças aos membros do partido “para com o futuro do Estado”. FOTO DO DIA

12 – 1986 – O governo de Rondônia não reconhece direito à afirmação da governadora do Acre Iolanda Fleming, de que a região de Extrema seja parte daquele Estado.

12 – 1988 – O administrador do Pamos, Célio Nogueira, denuncia pressão imobiliária na tentativa de um grupo de mações em afastá-lo da função, o que, disse ele, prejudica mais de uma centena de crianças ali internas.

HOJE É
Dia do Correio Aéreo Nacional. Dia dos Namorados. Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. Dia Mundial da Empatia.
Católicos celebram São Leão XIII, Santo Onofre Anacoreta, São João de Sahagun, São Gaspar Bertoni,

BRASIL
1994 – A Seleção Brasileira de Basquete Feminino vence a Rússia (67×68) e é campeã no mundial na Austrália; 1926 — O Brasil se retira da Liga das Nações em protesto contra a admissão da Alemanha. 2014 – Começa a Copa do Mundo Fifa no Brasil;

MUNDO
l1965 – Os Rolling Stones lançam Satisfaction, que seria um grande sucesso. 1991 — Os russos elegem pela primeira vez seu presidente: Boris Iéltsin

FOTO DO DIA

PDS/RO – UM SACO DE GATOS (I)

Quando o governador Jorge Teixeira assumiu o cargo, em abril de 1979, trouxe consigo um currículo importante, que já o fizera um nome nacional, devido ao seu trabalho em Manaus, como prefeito e como militar.

Sua posse gerou uma grande expectativa, e seu discurso atendia 3 sonhos rondonienses: a criação do Estado, a instalação da hidrelétrica e o asfaltamento da BR, bases fundamentais para o desenvolvimento.

Mas houve críticas: postos importantes foram entregues a pessoas vindas com ele de Manaus. As críticas aumentaram quando Teixeira entregou a direção regional do PDS ao médico Claudionor Roriz.

Claudionor era o principal líder do MDB no eixo da BR-364, e que exigira um “bônus” para deixar o deputado Jerônimo Santana – que saudara a vinda de Teixeira com a acusação de que era “mais um coronel desempregado”.

O “bônus” fora pedido quando, convidado a uma conversa por Teixeira, Claudionor teria proposto: ao invés do presídio, fosse feito um hospital em Ji-Paraná. Dias depois Teixeira informou: o hospital substituiria o presídio, e o acordo foi fechado.



Fale conosco