• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 15 de junho de 2024

Arroz dispara e tem aumento de até 40% em poucas semanas, mostram dados da Conab

Aumento de preços ainda não foi capturado pelos índices de inflação; pesquisa mostra disparada no varejo e atacado em vários estados


CNN

Publicada em: 21/05/2024 17:55:12 - Atualizado

BRASIL: O preço do arroz disparou nas últimas semanas no Brasil. Os índices de inflação — que são calculados mensalmente — ainda não capturaram o aumento, mas o dado já está nas mãos do governo brasileiro.

Levantamento semanal da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostra que o valor praticado no varejo chega a acumular aumento de 40% em quatro semanas.

O maior aumento foi observado no varejo do Espírito Santo, onde o pacote de 5 kg está 39,7% mais caro. Era negociado a R$ 22,90 na semana entre os dias 22 e 26 de abril — antes das chuvas, portanto — e já é vendido a R$ 31,98, conforme preços coletados pela Conab entre os dias 13 e 17 de maio.

Nos pacotes de 5 kg, também houve aumento expressivo de 10,7% no Mato Grosso do Sul, 8% no Distrito Federal e 6,6% no Mato Grosso.

Há, porém, regiões onde o preço oscilou pouco. Em São Paulo, os preços coletados pela Conab seguiram estáveis em R$ 30,39.

    Nos pacotes de 1 kg, o maior aumento em um mês foi exatamente no Rio Grande do Sul. Por lá, a alta foi de 18,9% no acumulado em quatro semanas e o pacote é vendido a R$ 7,05.

    O preço é bem superior ao preço prometido pelo governo federal, que quer vender o quilo por R$ 4.

    Ainda nos pacotes de 1 kg, a pesquisa da Conab registrou aumento de 15,1% em Sergipe (R$ 7/kg), alta de 13,3% em Santa Catarina (R$ 6,72/kg) e 10,9% no Piauí (R$ 6,83/kg).

    No atacado, também foram registrados aumentos expressivos. A saca de 30 kg vendida no Ceará aumentou 33% e já é negociada a R$ 220. No Espírito Santo, o aumento do produto com as mesmas características foi de 24,6%.

    Em São Paulo, a saca de 60 kg do arroz em casca (sem beneficiamento) teve aumento de 17,8%, para R$ 139.


    Fale conosco