• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sexta-feira 12 de julho de 2024

Pastor ejaculava na boca das suas fiéis e dizia que era leite sagrado

Muitas vezes após os cultos, o pastor Valdecir as levavam para uns terrenos nos fundos da igreja e pedia para elas fazerem atos nele...


tribunanews

Publicada em: 19/03/2021 14:31:29 - Atualizado

O pastor Valdecir Ficanto Sobrinho, de 59 anos, falava para as fiéis que teria o órgão abençoado e para receber bênçãos, elas teriam que tomar o leite sagrado do pastor.

Valdecir atuava na Assembleia de Aporé e cometia os crimes nos fundos da igreja. Uma das vítimas disse que ele as convencia de que Deus só entraria na vida delas pela boca, e por isso elas deixavam ele fazer o que fazia, relata a jovem M. R., de 23 anos.

Muitas vezes após os cultos, o pastor Valdecir as levavam para uns terrenos nos fundos da igreja e pedia para elas fazerem atos nele, até que o espírito santo aparecesse por meio da situação, conta a jovem após ter percebido o engano.

Em sua defesa, Valdecir tentou explicar o crime falando que Jesus o encontrou em um bordel e deu a missão de distribuir o leite sagrado.

A polícia de Goiás prendeu o pastor acusado de abusar sexualmente das mulheres que frequentavam a sua igreja.

“Vocês estão prendendo um servo do Senhor e ainda se arrependerão disso”. “Espero continuar com meu belíssimo trabalho dentro da prisão”. Depois de três horas de depoimento e pagamento de fiança, o pastor foi liberado.

Outro caso

O pastor Andy Savage, que em 2018 confessou um estupro em pleno culto, até hoje não foi condenado pelo crime, que ele chamou de “incidente sexual” com uma adolescente, ocorrido no Texas há mais de 20 anos. Logo depois de seu testemunho na igreja, os fiéis oraram pelo pastor e depois o aplaudiram de pé.

Ele conta que cometeu o crime quando estava na faculdade. “Enquanto ainda estava na faculdade, há mais de 20 anos, lamentavelmente tive um incidente sexual com uma aluna do ensino médio daquela igreja”, revelou o pastor.

A vítima, Jules Woodson, usou as redes sociais na época para confirmar que havia sido abusada pelo pastor e que foi obrigada a fazer sexo oral nele. “Eu fiz aquilo porque estava com medo, em choque e não entendia o que estava acontecendo”, disse.

Na época do abuso, Jules chegou a procurar o pastor principal da congregação que, na época, pediu para ela ficar quieta. Depois de confessar o estupro perante a igreja, o pastor principal que guiava o culto, Chris Conlee, orou por Savage e disse que “nos entristece que a senhora Woodson não tenha trilhado o mesmo caminho da cura”.

De acordo com a mídia local, depois da confissão, o pastor deixou Highpoint Church, onde lecionava religião, e estaria começando uma nova igreja em Memphis.


Fale conosco