• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 15 de junho de 2024

Acusado de matar casal, tocou fogo em pizzaria e foi preso após perseguição

A polícia solicita que qualquer informação sobre o paradeiro do suspeito seja comunicada através do telefone 197 da Polícia Civil...


Redação

Publicada em: 27/05/2024 17:48:03 - Atualizado

Foto: Rondônia Ao Vivo

PORTO VELHO, RO: Vinícius Walace C. M., de 28 anos, acusado de assassinar sua ex-mulher Jaiane Lemos de Souza Neto, 27, e o namorado dela, Everaldo Oliveira Santos, 34, já havia sido preso após uma intensa perseguição policial em Porto Velho (RO). 

Vinícius, que já tinha passagens pela polícia, foi flagrado em dezembro de 2019 ateando fogo em uma pizzaria no bairro Nova Porto Velho. Na ocasião, ele alegou que o proprietário do estabelecimento lhe devia R$ 6 mil, mas não detalhou a origem da dívida. 

Ele foi capturado após uma perseguição pela Polícia Militar, que o alcançou na Rua da Beira com Avenida Rio de Janeiro, após Vinícius cair de sua motocicleta Honda Fan. Naquela época, ele foi liberado após pagar fiança.

Neste último sábado,Vinícius assassinou sua ex-esposa e o atual namorado dela. Armado com uma pistola calibre .45, ele invadiu a casa onde Jaiane e Everaldo estavam, alegando que queria ver sua filha de um ano e oito meses. Após pular um muro com cerca elétrica e concertina, ele se cortou, deixando vestígios de sangue na cena do crime.

Vinícius disparou duas vezes contra o tórax de Jaiane e, em seguida, arrombou a porta de um quarto, onde alvejou Everaldo com quatro tiros no tórax, coxa esquerda, ombro e clavícula. Jaiane havia se separado de Vinícius há quatro meses e tinha uma medida protetiva contra ele.

No momento do crime, uma adolescente de 14 anos estava na casa e se trancou em um dos cômodos para se proteger. A mãe de Jaiane, ao saber do ocorrido, passou mal e precisou ser internada. 

A Polícia Civil continua investigando o caso para esclarecer todos os detalhes e possíveis motivações por trás dos atos violentos de Vinícius.

A polícia solicita que qualquer informação sobre o paradeiro do suspeito seja comunicada através do telefone 197 da Polícia Civil.


LEIA MAIS - Polícia intensifica busca por suspeito de homicídio duplo em Porto Velho


Fale conosco