• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sexta-feira 23 de fevereiro de 2024

“A saúde toca o coração da gente”, afirma deputada Sílvia Cristina, em entrevista

Considerada uma das políticas mais atuantes na pauta em defesa ao direito do cidadão rondoniense à saúde pública...


Redação

Publicada em: 06/12/2023 09:15:48 - Atualizado

PORTO VELHO - RO - Apresentado pelo advogado e jornalista Arimar Souza de Sá, o programa A Voz do Povo recebeu nesta segunda-feira (4) a deputada federal Silvia Cristina (PL) para falar sobre suas ações no Congresso Nacional.

Considerada uma das políticas mais atuantes na pauta em defesa ao direito do cidadão rondoniense à saúde pública, a deputada Silvia Cristina está em seu segundo mandato na Câmara Federal.

Recentemente homenageada pelo parlamento rondoniense pelo seu trabalho, Silvia fez um balanço positivo sobre o ano de 2023, que ela considerou ter sido um ano de muito trabalho de grandes resultados.

“Iniciamos há 50 dias o nosso segundo centro de prevenção de câncer no Cone Sul, nós vamos entregar até o mês de maio de 2024. Já conseguimos realizar mais de 50 mil atendimentos preventivos. Também logo estaremos inaugurando a fábrica de próteses que será em Porto Velho”, disse Silvia Cristina.

Para Silvia Cristina não existe nada maior que ver as pessoas que amamos com saúde, por isso ela sempre se motivou em acompanhar as unidades de saúde conquistadas através de suas emendas parlamentares, que ela considera como se fossem filhos dela.

“A saúde toca muito o coração da gente, mas eu não posso construir um postinho, um hospital e deixar abandonado? Não é só construir, é construir e deixar equipado, funcionando. Porque precisamos cuidar das pessoas com dignidade”, relatou Silvia Cristina.

A deputada também falou sobre os produtores rurais que estão sofrendo por conta das demarcações de terras indígenas, de acordo com Silvia Cristina, tirar o produtor do campo, tratando-os como bandidos é desonestidade.

“Nós estamos trabalhando todos os dias para resolver os entraves jurídicos das pessoas que estão trabalhando legalmente em suas terras. Nada contra os povos originários, mas venhamos e convenhamos, as terras indígenas já foram demarcadas”, garantiu Silvia Cristina.

Outro problema enfrentado por Silvia em Brasília é a luta contra o abuso das empresas aéreas em Rondônia, que de acordo com ela não vem sendo realizada de forma respeitosa com os clientes do Estado.

“Um simples balcão da companhia aérea para esclarecer as duvidas dos clientes resolveria a questão da alta judicialização no Estado, agora não se tem informação nenhuma e Azul está lucrando e agindo de forma desrespeitosa”, finalizou Silvia Cristina.


Fale conosco