• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, segunda-feira 20 de maio de 2024

Máximo denuncia conspiração do UB contra sua candidatura a Prefeitura da Capital

Visivelmente chateado com a puxada de tapete pelos mandatários do UB, Máximo fez questão de enfatizar...


Sérgio Pires

Publicada em: 10/04/2024 09:39:34 - Atualizado

PORTO VELHO-RO: Ao conceder entrevista a uma emissora de TV da capital, o deputado Fernando Máximo (União Brasil) revelou que uma conspiração engendrada pela Direção Regional e Municipal foi o motivo pelo qual desistiu de concorrer à prefeitura da capital. 

Durante a sabatina o parlamentar não escondeu a indignação ao saber que o União Brasil, partido ao qual está filiado, optou por lançar a candidata derrota ao Senado pelo Republicanos nas eleições 2022, Mariana Carvalho, que, aliás, somente requereu a filiação ao UB no último sábado, data final pelo calendário eleitoral para as filiações.

RECONHECIMENTO

Visivelmente chateado com a puxada de tapete pelos mandatários do UB, Máximo fez questão de enfatizar o reconhecimento ao governador pela oportunidade profissional quando o nomeou Secretário de Saúde. Isentando Marcos Rocha da confusão.

BARRADO

Pelas críticas, restou claro que a ira de Máximo fora dirigida aos irmãos Gonçalves, Júnior e Sérgio. Os irmãos comandam a mão de ferro as estruturas estadual e municipal do União Brasil e o avisaram que o candidato do partido a prefeito de Porto Velho atende pelo nome de Mariana Carvalho, filha de Aparício, e não ele. Ao ser barrado, a alternativa, para evitar outras retaliações, foi desistir da candidatura na marra.

SAÍDA

O deputado Fernando Máximo ainda avaliou convites de filiação formulados pelo PL, PP e pelo PSD. Entre os três, o mais vantajoso para uma disputa na capital seria o PL, mas as garantias eram frágeis. Nem liderando todas as pesquisas divulgadas e, portanto, cobiçado pelas demais agremiações, foi suficiente para ter a certeza de que a candidatura por outra legenda estaria sacramentada sem problemas judiciais. Enfrentar uma campanha majoritária com a ameaça cassação seria um ótimo mote para os adversários explorarem. Além da perda imediata da prerrogativa de foro. Ficou sem saída.

AVISO

A situação de Fernando Máximo é uma piada, para não dizer tragédia: o cara é o melhor avaliado entre os pré-candidatos, fez sozinho a legenda do UB na última campanha, puxando dois outros deputados federais com votações modestas, inclusive Maurício Carvalho, irmão de Mariana, nem assim conseguiu convencer seus algozes para ser indicado a prefeito. 

Na campanha é um tema que voltará aos debates porque o fato revoltou Máximo e tende a ser explorado pelos adversários. Ele avisou profeticamente que sabe antecipadamente quem não vai apoiar. E a dedução é fácil para qualquer cabeça, especialmente as chatas: certamente Marianinha não terá seu apoio.


Fale conosco