• Porto Velho

    quinta-feira 2 de dezembro de 2021

Presidente do Sintero é condecorada em reconhecimento e valorização pela defesa e luta racial no Estado

A solenidade para entrega do voto de louvor ocorreu na segunda-feira (22), na Assembleia Legislativa de Rondônia


Assessoria

Publicada em: 23/11/2021 17:03:14 - Atualizado


RONDÔNIA - A presidente do Sintero, Lionilda Simão, foi uma das personalidades homenageadas e que receberam voto de louvor em reconhecimento e valorização pela defesa e luta racial no Estado de Rondônia. A solenidade para entrega do voto de louvor ocorreu na segunda-feira (22), na Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE/RO), foi requerida pelo Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial e atendida pelo deputado estadual, Lazinho da Fetagro (PT).

O evento contou com a participação de Antônio Neto, presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Cepir/RO); Marcele Regina Nogueira Pereira, reitora da Universidade Federal de Rondônia (Unir); Dr. Rosângela Hilário, professora da Universidade Federal de Rondônia e líder do Grupo de Pesquisa Ativista Audre Lorde; Joana Angélica Guimarães da Luz, reitora da Universidade Federal do Sul da Bahia; Ana Carla Pereira da Costa, presidenta da Federação dos Cultos Afros Religiosos de Rondônia; Raimunda Erineide Rodrigues Pinheiro, líder da Comunidade Quilombola de Pedras Negras, Gisele Dias de Oliveira Bleggi Cunha, procuradora do Ministério Público Federal (MPF), Orlando Francisco e Souza, ativista do Movimento Negro, entre outras personalidades do Estado que contribuem com a luta contra o racismo, a intolerância e todos os tipos de discriminação racial.

A presidente do Sintero foi representada pelo secretário de Imprensa e Divulgação, Sandro Luiz Ascuy de Oliveira, mas agradeceu pela iniciativa do parlamentar em reconhecer e homenagear o povo que muitas vezes é invisibilizado e marginalizado pela sociedade, sofrendo com o racismo estrutural que está em curso no país desde os tempos coloniais. Lionilda também parabeniza a propositura feita pelo presidente do Cepir, Antônio Neto, e por sua atuação diante da defesa do povo preto.

"A maior fragilidade do nosso povo sempre será a ausência de políticas públicas que ajudem a combater a desigualdade e que promovam o empoderamento de meninas e meninos negros, que não se sentem representados em espaços de prestígio e de poder. Por isso, reforço minha luta pela promoção da igualdade racial e contra todas as formas de opressão e intolerância”, disse Lionilda Simão.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br