• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, segunda-feira 8 de agosto de 2022

PC divulga foto de acusado de matar mulher e jogar corpo em lixão da cidade de Monte Negro

Fotografias do foragido serão divulgadas com intuito de colaborar com a Justiça para captura e que possa enfim responder criminalmente.


PC RO

Publicada em: 02/08/2022 13:10:11 - Atualizado


RONDÔNIA - Na manhã dessa terça-feira, dia 02/08/2022, a Delegacia de Polícia Civil de Monte Negro/RO deflagrou a Operação Policial Marias com intuito de dar cumprimento a mandado de prisão e busca e apreensão em desfavor do suspeito de ter ceifado a vida de uma mulher que teve o corpo localizado dia 17/05/2022 no lugar conhecido como Lixão, cidade de Monte Negro/RO.

Durante as investigações a Polícia Civil chegou ao suspeito do crime de nome Izadiel Barbara da Silva, conhecido como Poca ou Poquinha, sendo que ficou apurado que vítima e autor teriam um relacionamento amoroso e por circunstâncias ainda não esclarecidas levou Poca a cometer o feminicídio.

Desde a época do crime Poca estava sumido e não retornava a sua casa, medida que ficou apurado que saiu da região de Monte Negro/RO, passou por Jaru/RO e possivelmente se encontre na área rural de Cujubim/RO.

Para Justiça Izadiel, Poca, é considerado foragido da justiça tendo em seu desfavor um mandado de prisão pendente de cumprimento, sendo que denúncias anônimas podem ser feitas pelo telefone 197 (Polícia Civil), 190 (Polícia Militar) ou comparecer a qualquer unidade policial para denunciar de forma preservada o paradeiro do foragido.

Fotografias do foragido serão divulgadas com intuito de colaborar com a Justiça para captura e que possa enfim responder criminalmente.

Com esse caso a Delegacia de Polícia Civil de Monte Negro chega a uma taxa de resolução de homicídios e tentativas de homicídios de 100% legando em consideração os anos de 2021 e 2022, medida que isso só é possível devido a participação da comunidade e trabalho diuturno de todos os Policiais envolvidos nas investigações.

O nome da Operação denominado Marias faz alusão a todas as mulheres vítimas de feminicídio ou tentativa de feminicídio no Brasil em razão de ser o nome feminino mais popular do país.