• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sexta-feira 12 de abril de 2024

Minas Gerais já registra 30 mortes por febre amarela diz balanço do Governo

Último balanço do Governo aponta que 47 pessoas contraíram a doença e outras 99 ainda estavam sob suspeita


R7

Publicada em: 29/01/2018 14:48:01 - Atualizado

A Prefeitura de Alvinópolis, na região centro-oeste de Minas Gerais, confirmou, nesta segunda-feira (29), a primeira morte por febre amarela na cidade. Com ela, o número de vítimas fatais no Estado chega a 30.

A coordenadora de vigilância em saúde do município, Cristina Mendes Romão, informou ao R7, que a vítima é um auxiliar de obras, de 67 anos. Ele morava na região urbana da cidade, mas prestava serviços na área rural e não estava vacinado.

Segundo o último último boletim da SES (Secretaria de Estado de Saúde) no dia 23 de janeiro, 25 óbitos haviam sido registrados. Daquela data até hoje, foram confirmados mais duas mortes em Brumadinho, uma em Belo Horizonte e uma em Juiz de Fora. Em 162 cidades já foi decretado estado de emergência por causa da doença. A auxiliar de obras é a 30ª vítima fatal.


Vacinação

Em Belo Horizonte, estão sendo vacinadas pessoas acima de nove meses de idade e que não tenham recebido nenhuma dose. Por causa da circulação do vírus na região metropolitana, pessoas acima de 60 anos, gestantes e lactantes também receberão o medicamento. Seguindo as determinações do Ministério da Saúde, os idosos devem ser avaliados por um profissional de saúde para se vacinarem.

Veja quem não pode se vacinar contra febre amarela:

— Crianças menores de 9 meses de vida
— Pessoas com alergia grave ao ovo ou outro componente da vacina
— Portadores de doenças imunossupressoras grave
— Pessoas em uso de corticoide em doses elevadas
— Portadores das doenças: lúpus, artrite reumatoide, doenças de Addison e do Timo (miastenia gravis, timona).


Fale conosco