• Porto Velho

    sábado 24 de julho de 2021

Equipe de Guedes dispara mensagens a senadores por privatização da Eletrobrás

Texto diz que estatal "dá espaço para que pessoas sem caráter deitem e rolem na empresa no futuro"


ig

Publicada em: 16/06/2021 16:54:24 - Atualizado

A equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, lançou uma ofensiva junto aos senadores em busca de apoio à medida provisória (MP) que permite a privatização da Eletrobrás. A MP deve ser votada nesta quarta-feira pelo Senado, mas ainda não há acordo quanto ao conteúdo do texto.

Sem acordo, segundo uma fonte ligada ao processo, o resultado será disputado voto a voto. A proposta precisa ser votada até o dia 22, próxima terça-feira, para não perder a validade. Mas a determinação para a contratação de termelétricas determinada pelo texto aprovado na Câmara criaram resistências à medida no Senado.

Em mensagem disparada a senadores, a equipe de Guedes diz que algumas informações e números divulgados sobre a MP estão incorretos, “distorcem o debate no Senado” e podem levar vários senadores “a conclusões erradas sobre o tema”.

A equipe do ministro diz que a Eletrobrás pública é “ineficiente, sem capacidade de investimento e que, além de tudo, distorce o mercado de energia brasileiro, dando espaço para que pessoas sem caráter deitem e rolem na empresa no futuro, como infelizmente já foi feito no passado”.

O ponto mais criticado é a determinação de contratação de 6 mil megawatts (MW) de energia gerada por termelétricas a gás natural nas regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste. Críticos da medida dizem que ela irá gerar um custo de R$ 40 bilhões aos consumidores.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br