• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sexta-feira 19 de julho de 2024

Alimentos ricos em gordura podem aumentar a ansiedade, diz estudo

Comidas ricas em gordura influenciam as substâncias químicas cerebrais de uma forma que alimenta a ansiedade.


G1

Publicada em: 18/06/2024 10:43:31 - Atualizado

BRASIL: Em um dia estressante, você pode já ter pensado merecer um delivery como uma "comida confortável". Pizza, massas, sorvete, hambúrguer ou qualquer outro alimento que possa aliviar a ansiedade. Um estudo recente, no entanto, mostra que esse tipo de alimento pode te deixar ainda mais ansioso.

 O estudo foi publicado pela Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, e apontou que uma dieta rica em gordura influencia as substâncias químicas cerebrais de uma forma que alimenta a ansiedade.

A pesquisa foi feita com ratos de laboratório. No processo, eles foram divididos em dois grupos:

  1. Um grupo recebeu uma dieta padrão de cerca de 11% de gordura durante nove semanas;
  2. O segundo grupo seguiu uma dieta com 45% de gordura, composta, principalmente, de gordura saturada de produtos de origem animal também por nove semanas.

Ao longo do estudo, foram analisadas as fezes dos animais para avaliar as bactérias intestinais e eles foram submetidos a testes de comportamento.

O resultado dos testes mostrou que o grupo que teve uma dieta rica em gordura engordou e apresentou genes ligados ao estresse e à ansiedade.

Segundo os pesquisadores, isso aconteceu porque eles tiveram maior expressão de três genes: TPH2, HTR1a e SLC6A4. Eles estão ligados a produção e sinalização do neurotransmissor serotonina – particularmente em uma região do tronco cerebral conhecida como núcleo dorsal.

Você pode pensar: mas, serotonina não é um sinal de prazer? Nem sempre. Certos subconjuntos de neurônios serotoninérgicos, que processa a serotonina, podem, quando ativados, provocar respostas semelhantes às da ansiedade.

Christopher Lowry, principal autor do estudo, diz que é provável que essa reação de aumento da ansiedade possa ter acontecido porque a comida gordurosa afeta a microbiota -- o equilíbrio das bactérias naturais do nosso corpo. Essa mudança compromete o revestimento intestinal, permitindo que as bactérias entrem na circulação do corpo e se comuniquem com o cérebro através do nervo vago, uma via que liga o trato gastrointestinal ao cérebro.

Todo mundo sabe que estes [alimentos ricos em gordura] não são alimentos saudáveis, mas tendemos a pensar neles estritamente em termos de um pequeno ganho de peso. [...] Se você entender que eles também impactam seu cérebro de uma forma que pode promover ansiedade, isso aumenta ainda mais o risco.

 O pesquisador ainda alerta que a descoberta abre o debate não só sobre a alta ingestão de gordura, mas sobre a qualidade da alimentação, principalmente, infantil.

Os alimentos gordurosos vêm sendo introduzidos na alimentação de forma cada vez mais precoce e já vem mostrando consequências: a taxa de obesidade em crianças aumentou mais de quatro vezes nos últimos 30 anos. (Leia mais aqui)

No entanto, o que a pesquisa mostra é que a comida gordurosa pode, além disso, influenciar a microbiota intestinal desde cedo, o que poderia tornar as crianças mais suscetíveis a transtornos psiquiátricos na vida adulta. 



Fale conosco